Lupi defende união democrática: “Bolsonaro é o maior inimigo do povo brasileiro”

Lupi participou de live da CSB com representantes do PSDB, PSB e PCdoB, para debater o papel dos partidos na reconstrução nacional pós-Bolsonaro

Lupi pede cadeia para Bolsonaro – “Bolsonaro é hoje o maior inimigo do povo brasileiro”, disse Carlos Lupi, presidente nacional do PDT, em live da CSB, ao defender uma união nacional democrática para derrotar Jair Bolsonaro nas eleições de 2022. A declaração foi dada durante encontro virtual promovido pela Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) e que também contou com lideranças de Cidadania, PC do B, PSB, e PSDB.

Beto Albuquerque (PSB), Domingos Sávio (PSDB), Roberto Freire (Cidadania) e Walter Sorrentino (PC do B) foram unânimes em concordar que o “governo Bolsonaro levou o país para o fundo do poço”.

CPI da Covid

Mandatário do PDT, Carlos Lupi defendeu a CPI da Covid como instrumento para punir Bolsonaro por seus crimes. “A CPI começa a tomar formato. Não é possível que o tema não será discutido em profundidade. São muitos companheiros e dezenas de brasileiros que morreram e continuam morrendo. Não é possível que essa conta não vá para o Bolsonaro. Esse homem tem que ir para a cadeia”, denunciou.

“(Bolsonaro) Virou as costas para a ciência e gozou da cara do povo quando todos clamavam pela vacina. A que ponto chegamos. É hora de unir os democratas. Deixar em segundo plano as diferenças que são pequenas perto desse profeta da ignorância”, acrescentou Lupi.

Futuro em risco e autocrítica

Já o presidente do Cidadania, Roberto Freire, disse ter preocupações com o futuro do país. “Precisamos também nos unir para pensar no futuro. É preciso entender o que está acontecendo. O mundo é diferente do que vivíamos no século 20. Vivemos uma nova era da civilização e, se não entendermos isso, corremos o risco de achar que estamos nos unindo quando, na verdade, estaremos nos separando da sociedade”, ressaltou.

“Nós precisamos derrotar essa força que trouxe o Brasil até aqui. A gente precisa falar não apenas dos erros, equívocos e crimes cometidos pelo governo, mas precisamos construir. Porque não haverá normalidade, mas outra realidade. Sairemos disso tudo com o mundo totalmente diferente. Isso vai mudar nossas relações sociais e políticas. O momento é de reflexão e construção. Precisamos saber como construir esse novo Brasil”, defendeu Freire.

Para o vice-presidente do PSDB e deputado federal Domingos Sávio, as legendas que defendem a democracia precisam fazer uma autocrítica.

“Precisamos enfrentar algo que não está dando certo e não é só de agora. Nós temos que que ter coragem de fazer uma reflexão sobre a organização política sem abrir mão da democracia. Não é possível continuarmos com o mesmo modelo que em todos os governos desde Collor. Como podemos construir uma grande transformação nessa nação?”, sustentou.

Fortalecimento da democracia e escalada autoritária

Já o presidente do PSB, Beto Albuquerque, reforçou a importância do fortalecimento da democracia.

“As preocupações são comuns a todos nós. Temos ameaças permanentes ao estado democrático de direito, às instituições e a democracia. Desde o primeiro dia de governo de Bolsonaro convivemos com ameaças à República. Precisamos cada vez mais nos fortalecer e defender a democracia. A luta é fundamental”, destacou.

O vice-presidente do PCdoB, Walter Sorrentino, chamou atenção para o desarranjo do país, que, segundo ele, representa um perigo para uma escalada autoritária.

“Bolsonaro não tem capacidade de definir seu inimigo principal. Atira para todos os lados para escapar de questões criminais praticadas por ele. Temos o STF extremamente proativo para o bem e mal. Um Congresso Nacional empoderado. Acho que 2022 representará o fim desse ciclo negativo. De qualquer forma estamos em uma situação menos desfavorável. Podemos vencer Bolsonaro e reverter essas situações”.

Assista a live completa aqui:

Cachorro chora em velório de dona na Bahia e causa comoção

Um cachorro chamou a atenção no velório da tutora dele em Camaçari (BA), na região metropolitana de Salvador. Toy, como o animal é chamado, ficava ao lado do caixão de Luzinete Lopes Diniz e não parava de chorar.

Leia a matéria completa aqui.

PDT aciona STF contra acordos individuais de redução de salário

O PDT enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma ação direta de inconstitucionalidade em que pede a suspensão de artigo de medida provisória assinada por Jair Bolsonaro nesta quarta-feira (28) que prevê nova flexibilização das regras trabalhistas diante do agravamento da pandemia da Covid-19, como acordos individuais de redução de jornada e salário entre trabalhadores e empresas.

Leia a matéria completa aqui.

Ciro, Kalil, Mandetta e França participam de debate na CSB nesta sexta

Uma live promovida pela Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), hoje às 19h, reúne nada menos que o ex-ministro Ciro Gomes (PDT),  o prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil (PSD), o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta (DEM), e o ex-governador de São Paulo Márcio França (PSB). 

Leia a matéria completa aqui.

Trabalhadores franceses sequestram gerentes da Renault para evitar demissão

Uma fábrica da Renault, na cidade de Lorient, ‘sequestraram’ sete gerentes para evitar a própria demissão, devido ao recente anúncio de que a unidade será fechada, na última terça-feira (27).

Leia a matéria completa aqui.

Em 1º vídeo sobre sua vida, Ciro Gomes lembra infância e juventude

No 1º episódio, Ciro fala sobre a a sua infância e sobre o curioso fato de ter nascido em Pindamonhangaba, no interior de São Paulo, mesmo cidade em que nasceu Geraldo Alckmin (SP), a quem chamou de amigo.

Leia a matéria completa aqui.

Veja mais notícias no BRI.

Compartilhe

Written by:

1.631 Posts

Siga nossas redes! https://linktr.ee/brasilindependente
View All Posts
Follow Me :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.