Maior iceberg do mundo se desprende: 3 vezes o tamanho da cidade de SP

Maior iceberg do mundo – Um imenso bloco de gelo com quase três vezes o tamanho da cidade de São Paulo se desprendeu da plataforma Ronne, na Antártida, e se transformou no maior iceberg do mundo. O anúncio foi feito na noite de quarta-feira, 20, pela Agência Espacial Europeia (ESA).

Imagens divulgadas pelo satélite Sentinel-1, que integra o programa europeu de observação Copernicus, mostram o iceberg A-76, que está à deriva no Mar de Weddel. O monstro de gelo tem quase 170 km de comprimento e 25 km de largura, totalizando uma superfície de 4.320 km². A área da capital paulista, para fins de comparação, é de 1.521 km².

LEIA: De Barcelona, Jean Wyllys anuncia troca de PSOL por PT para apoiar Lula

Até então, o maior iceberg do mundo era o A-23A, com superfície de 3.380 quilômetros quadrados, também à deriva no Mar de Weddell, segundo a ESA.

A formação de icebergs é um processo natural que o aquecimento do ar e dos oceanos acelera, segundo os cientistas. Enquanto a temperatura média do planeta aumentou em mais de 1ºC desde a era pré-industrial, devido às emissões de gases causadores do efeito estufa, a Antártida registrou um aumento duas vezes superior.

LEIA: Para mais da metade dos brasileiros, Bolsonaro não tem capacidade de liderar o país

O Centro Nacional de Gelo dos Estados Unidos afirmou que o iceberg A-76 iniciou a separação da plataforma de Ronne em 13 de maio. Mas o British Antarctic Survey (BAS), foi quem observou inicialmente o corpo de gelo, a partir de uma base de pesquisa na zona polar.

A estação polar britânica localizada na plataforma de gelo de Brunt, também no Mar de Weddell, foi testemunha, em fevereiro passado, da ruptura de um iceberg de 1.270 quilômetros quadrados.

LEIA: Datafolha: 1 em cada 4 brasileiros diz ter feito ‘tratamento precoce’ contra a covid

Em novembro de 2020, outro iceberg gigante, que era o maior do mundo quando se desprendeu em 2017, aproximou-se perigosamente de uma ilha do Atlântico Sul, ameaçando colônias de pinguins e focas.

Este iceberg, o A-68, separou-se de uma gigantesca plataforma de gelo, chamada Larsen C, e a privou de 12% de sua superfície, o que a tornou mais instável. Outras partes desta barreira, situada na ponta da península antártica, desintegraram-se em 1995 e em 2002.

LEIA: Opinião: “Os juros brasileiros devem ser os mais altos do mundo?”

Os icebergs são tradicionalmente batizados com uma letra que corresponde à zona da Antártica em que foram detectados pela primeira vez, seguidos por um número.

Fonte: Estadão

Conflito em Gaza: jogador do Manchester United, Pogba homenageia Palestina

Os conflitos na Faixa da Gaza têm chocado o mundo e na Inglaterra, o jogador de futebol Pogba, do Manchester United, homenageou a Palestina levantando uma bandeira do país árabe durante uma partida.

Leia a matéria completa aqui.

Vídeo: Apresentadora do Jornal Nacional chama Bolsonaro de ex-presidente

A jornalista e apresentadora do Jornal Nacional, da TV Globo, Renata Vasconcellos se referiu ao presidente Jair Bolsonaro como “ex-presidente” durante o telejornal dessa quarta-feira (19). Logo depois, ela se corrigiu.

Veja o vídeo e leia a matéria completa aqui.

Covid-19: Confirmados casos da variante indiana no Maranhão

O governo do Maranhão confirmou os primeiros casos de infectados pela variante indiana da covid-19. Ela foi identificada em tripulantes do navio Mv Shangon Da Zhi, ancorado no estado, que saiu da África do Sul.

Leia a matéria completa aqui.

Variante Indiana: rio Ganges vira ‘cemitério’ com corpos flutuantes ou enterrados às margens

Centenas de corpos têm sido encontrados flutuando no rio ou enterrados nas areias de suas margens. Moradores próximos das áreas onde esses corpos desaguam, no Estado de Uttar Pradesh (norte), creem que eles são de pacientes que não resistiram à covid-19.

Leia a matéria completa aqui.

Morte de Maradona: Justiça acusa sete pessoas por homicídio doloso

As investigações sobre a morte de Diego Maradona seguem acontecendo na Argentina. Segundo a agência EFE, sete pessoas foram acusadas de homicídio simples e doloso.

Leia a matéria completa aqui.

Citado na CPI, virologista francês assumiu em janeiro que cloroquina é ineficaz

Principal promotor da hidroxicloroquina como tratamento para a Covid-19, o médico e microbiologista francês Didier Raoult admitiu pela primeira vez que a substância não reduz a mortalidade ou agravamento da doença. O pesquisador fez a afirmação em uma carta publicada em 4 de janeiro no site do Centro Nacional de Informações sobre Biotecnologia, da França.

Leia a matéria completa aqui.

Veja mais notícias no BRI.

Facebook Comments Box
Compartilhe

Written by:

1.383 Posts

View All Posts
Follow Me :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *