Urgente: Sindicato decreta greve no Metrô de SP às 00h

Greve no Metrô de SP – O Metrô de São Paulo vai entrar em greve a partir da 0h desta quarta-feira (19), decidiu o Sindicato dos Metroviários em assembleia na noite desta terça (18).

A greve no Metrô de SP foi convocada após a gestão João Doria (PSDB), do governo paulista, não aparecer na audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho que havia sido marcada para esta terça.

Em campanha salarial, o sindicato diz que está sem reajuste há dois anos e não pagou a participação nos resultados de 2019 e 2020.

Na véspera de Pazuello na CPI, JN denuncia R$ 30 milhões em contratos da Saúde

Segundo a entidade, o Metrô propôs reajuste salarial de 2,6% não retroativo, menos do que os 9,7% propostos pelo Ministério Público do Trabalho.

A paralisação não afeta as linhas 4-amarela e 5-lilás, que são privatizadas, apenas as linhas 1-azul, 2-verde e 3-vermelha, além da linha 15-prata do monotrilho, todas operadas pelo Metrô.

Procurado, o governo de São Paulo não se manifestou até a publicação deste texto.

LEIA: Trabalhar ‘demais’ mata quase 1 milhão de pessoas por ano no mundo, revela estudo

Além da disputa salarial, o sindicato também está brigando com o governo contra a venda do terreno onde fica a sede da entidade.

O governo marcou para o próximo dia 28 a abertura dos envelopes com propostas para compra do terreno onde o prédio do sindicato está instalado, na zona leste da cidade, entre as estações Carrão e Tatuapé da linha 2-vermelha do Metrô.

O terreno foi cedido pelo governo de São Paulo por comodato (empréstimo) ao sindicato no fim dos anos 1980, e a categoria inaugurou um prédio no local em 1991, conta Wagner Fajardo, coordenador da entidade.

Cientista brasileira recebe título dado a Albert Einstein e Charles Darwin

No fim de abril deste ano, no entanto, o governo Doria abriu licitação para vender o terreno e pediu a desocupação do local em até 60 dias.

O sindicato afirma que a venda tem motivações políticas, uma vez que a categoria critica as privatizações e concessões feitas pelo governo.

Fonte: Folha de S. Paulo

Depoimento de Ernesto Araújo na CPI é desmentido por reuniões e dados

O ex-chanceler Ernesto Araújo afirmou em seu depoimento na CPI da covid-19, nesta terça-feira, que o Brasil foi o primeiro a receber vacinas da Índia e que o governo atuou desde a definição da Covax da aliança mundial de vacinas, em junho de 2020. Mas os dados se contrastam com a narrativa apresentada pelo ex-ministro.

Leia a matéria completa aqui.

Vice-presidente do PT sobre Paes vice de Lula em 2022: “Seria um ótimo nome”

Vice-presidente nacional do PT, Washington Quaquá (RJ) vê com bons olhos uma chapa com o prefeito do Rio de Janeiro (RJ), Eduardo Paes (PSD), como vice de Lula nas eleições de 2022. “Seria um ótimo nome”, opina Quaquá.

Leia a matéria completa aqui.

Veja mais notícias no BRI.

Facebook Comments Box
Compartilhe

Written by:

1.338 Posts

View All Posts
Follow Me :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *