Twitter suspende conta de Roberto Jefferson após “fake news” contra Ciro

Twitter, Roberto Jefferson e Ciro – O Twitter suspendeu a conta do presidente Nacional do PTB, Roberto Jefferson, condenado no esquema do Mensalão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro divulgar uma conversa falsa entre o vice-presidente Nacional do PDT, Ciro Gomes, e um suposto “chefe de facção” criminosa.

Na realidade, as falas do pedetista foram feitas em entrevista ao canal do humorista Mauricio Meirelles, em 2019, e foram distorcidas na conversa falsa. O próprio Maurício Meirelles comentou na publicação de Jefferson que tinha como legenda “O silêncio dos bons fortalece a ação dos maus”.

“Fake news. Maldosa. Não defendo político algum, mas defendo a justiça. Essa entrevista foi pro meu canal, vocês distorceram uma fala e estão sendo sem caráter”.

A publicação teve um alcance grande e foi denunciada em massa. Já nesta quinta-feira, 6, a conta do Twitter do petebista apareceu como inativa.

Fonte: O Cafezinho

Depois de Renan e Eunício, Lula encontra Sarney mirando 2022

O ex-presidente Lula (PT) continua a receber caciques da “velha política” em busca de apoio para as eleições de 2022 e depois de Renan Calheiros (MDB-AL) e Eunício de Oliveira (MDB-CE), foi a vez do ex-presidente José Sarney ser recebido pelo petista.

Leia a matéria completa aqui.

Ciro Gomes denuncia racismo estrutural em novo filmete

O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) denunciou o racismo estrutural brasileiro em novo filmete, publicado na tarde desta quinta-feira (06) nas redes sociais do presidenciável pedetista “60% das brasileiras e brasileiros são negros e pardos, que ainda sofrem nos dias de hoje os efeitos tardios da escravidão. São os que ganham menos, são os mais perseguidos e os mais expostos à violência”, aponta Ciro.

Veja o vídeo e leia a matéria completa aqui.

PDT entra no STF com notícia-crime contra Bolsonaro por charlatanismo

O Partido Democrático Trabalhista (PDT) entrou com uma notícia-crime, no Supremo Tribunal Federal (STF), nesta quinta-feira (6/5), contra o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido). A legenda argumenta que o chefe do Executivo deve ser responsabilizado pelo crime de “charlatanismo”.

Leia a matéria completa aqui.

Hospital da família de ministro da Saúde é reativado com dinheiro público, diz site

Fundado pela família da esposa do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, o Hospital Santa Paula, em João Pessoa (PB), fechou as portas em 2012 por problemas financeiros. No ano passado, porém, o governo da Paraíba reativou a unidade hospitalar para ampliar a capacidade do estado no enfrentamento à Covid, ao custo de R$ 2,5 milhões.

Leia a matéria completa aqui.

Por conta de CPI, Carlos Bolsonaro sugere radicalização de discurso do pai

Com a pressão da CPI da Covid sobre o Palácio do Planalto, Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) retomou as rédeas da narrativa do presidente Jair Bolsonaro. O vereador passou duas semanas em Brasília, retornando ao Rio na última sexta-feira. No período na capital federal, esteve diversas vezes com o pai no gabinete presidencial e ajudou a rever a estratégia de comunicação do governo, fechando-se ainda mais para a imprensa e com foco nas redes sociais. Como em outros momentos de crise, Carlos, mais uma vez, aconselhou o presidente a partir para o confronto que agrada à militância ideológica e ajuda a desviar o foco dos problemas do governo.

Leia a matéria completa aqui.

Veja mais notícias no BRI.

Compartilhe

Written by:

1.631 Posts

Siga nossas redes! https://linktr.ee/brasilindependente
View All Posts
Follow Me :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.