Senado: Centrais sindicais e oposição unidos contra texto da PEC Emergencial

Depois de o senador Márcio Bittar (MDB-AC) apresentar uma prévia do relatório da PEC emergencial com gatilhos de ajuste fiscal, centrais sindicais se reuniram com senadores da oposição para traçar uma estratégia conjunta.

Líder do PT no Senado: oposição é contrária ao relatório da PEC / Foto: Divulgação/Agência Senado

O texto deve ser votado no plenário na próxima quinta-feira, 25. A proposta de emenda à Constituição abrirá caminho para a prorrogação do auxílio emergencial, mas apresentou contrapartidas como a revogação dos pisos de educação e saúde e a antecipação dos gatilhos do teto de gastos para o PLOA (projeto de lei do orçamento), quando as despesas chegarem a 94%.

Esse gatilho antecipado impediria, por exemplo, o reajuste de salários de profissionais de saúde e educação, mesmo que seja para repor a inflação, segundo senadores de oposição.

Antonio Neto é líder sindical e presidente do PDT da capital paulistana / Foto: Reprodução

“Não dá para confundir emergência social com emergência fiscal”, disse o presidente da CSB, Antônio Neto. “O que temos discutido com nossos economistas é, por exemplo, financiar o auxílio, neste momento, através da emissão de dívida, prática que tem sido feita em outros países como nos Estados Unidos”, afirmou o dirigente sindical.

O líder do PT, Paulo Rocha (PA), defendeu no encontro articulação conjunta com as centrais sindicais para alavancar, junto à sociedade, uma mobilização maior contra o texto da PEC Emergencial.

Fonte: Estadão

Compartilhe

Written by:

1.631 Posts

Siga nossas redes! https://linktr.ee/brasilindependente
View All Posts
Follow Me :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.