Sarto (PDT) denuncia Bolsonaro e pede ajuda internacional na CNN

O prefeito de Fortaleza, José Sarto (PDT), denunciou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e pediu ajuda da comunidade internacional na aquisição de insumos médicos e vacinas contra a covid para a população brasileira, em entrevista à CNN.

Falando em inglês fluente, Sarto explicou a formação de um consórcio de prefeitos para combater a pandemia e disse que o Brasil enfrenta uma ” tragédia humanitária”,  precisando “desesperadamente” de ajuda da comunidade internacional.

Com a legenda “CNN speaks to mayor of one of Brazil’s largest city after his plea for help fom the international Community”, a emissora chamou Sarto ao vivo em seu telejornal para falar sobre a situação do Brasil em relação à pandemia de coronavírus, que já matou mais de 350 mil brasileiros.

“Eu descreveria como uma tragédia humanitária. Vocês sabem que os casos de mortes diárias chegaram a quase 5 mil por aqui.. São mais de 366 mil mortos no país desde o início da pandemia”, alertou.

O prefeito da capital do Ceará explicou que um consórcio de prefeitos foi formado para ajudar a população a ter acesso à insumos médicos necessários e às vacinas. “Nós representamos mais de 150 milhões de brasileiros. Só 3,8% da população foi vacinada (duas doses)”, apontou, completando: “Por isso pedimos que a comunidade internacional olhe para o Brasil. Nós precisamos muito, desesperadamente, de ajuda”.

Bolsonaro culpa prefeitos e governadores

A jornalista da CNN indagou o pedetista sobre o fato de que o presidente Jair Bolsonaro culpa prefeitos e governadores pela tragédia e não o próprio governo. “O que você diz pra isso?”, perguntou.

“O que digo é que durante essa pandemia, nós tivemos quatro ministros da Saúde desde o início da crise, cada um com seu ponto de vista. (É um governo) Totalmente desconectado com as políticas de enfrentamento à pandemia adotadas por prefeitos e governadores”, respondeu Sarto, que é médico.

“Como todos estão vendo, o presidente toma decisões sobre questões sanitárias baseado em suas opiniões políticas, e não é uma discussão política quando se trata de vidas humanas em jogo. Por isso nós, prefeitos, estamos muito preocupados”, acrescentou.

Sarto agradeceu o convite da CNN e ressaltou a importância de “falar com o mundo sobre a situação do Brasil.”.

Ceará vira exemplo a ser seguido no Brasil

O G1 publicou que um estudo publicado nesta quarta-feira (14) na Science, uma das principais divulgadoras científicas do mundo, cita o Ceará como um estado “resiliente” no enfrentamento à Covid-19 e afirma que ações locais realizadas pelo estado tiveram sucesso em prevenir ainda mais mortes pela doença, mesmo diante das dificuldades em lidar com a pandemia.

“Mesmo que o Ceará também tenha vivenciado um quase colapso no sistema hospitalar entre o fim de abril e o meio de maio, e teve circulação silenciosa do vírus mais de um mês antes do registro oficial do primeiro caso, o estado esteve em 6º lugar no movimento de casos, mas foi o antepenúltimo em mortes. Isso sugere que mesmo com a propagação continuada do vírus, ações locais tiveram sucesso em prevenir fatalidades”, afirma o estudo, assinado por dez cientistas do Brasil e dos EUA, liderado pela demógrafa Márcia Castro, professora da Universidade Harvard.

André Figueiredo (PDT) parabeniza STF: “Queremos enfrentar Lula nas urnas”

 

André Figueiredo parabenizou STF por anular as condenações de Lula na Lava Jato e ainda fez uma projeção: Bolsonaro será “esmagado” no primeiro turno

O deputado federal André Figueiredo (PDT-CE) aplaudiu a decisão do STF, que anulou as condenações do ex-presidente Lula no âmbito da Lava Jato e escreveu: “Queremos enfrentar o ex-presidente Lula nas urnas!”.

Leia a matéria completa aqui.

 

Ciro se revolta com troca de delegado da PF que denunciou Salles

PDT) mostrou indignação com a notícia de que o diretor-geral da Polícia Federal (PF), Paulo Maiurino, decidiu substituir Alexandre Saraiva no comando da corporação no Amazonas após o delegado denunciar Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente, ao STF. Leia a matéria completa aqui.

Lula diz que ‘não há tempo’ para impeachment de Bolsonaro

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) falou, em entrevista ao UOL, nesta quinta-feira (18), sobre um possível processo de impeachment contra Jair Bolsonaro em meio à pandemia do novo coronavírus. Para Lula, já não há tempo para iniciar o processo visto que a corrida eleitoral de 2022 se aproxima. Além disso, o ex-presidente também acredita que o atual presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, não irá dar abertura ao processo. Leia a matéria completa aqui.

Renan Calheiros será o relator da CPI da Covid, diz colunista

Os senadores da CPI da Covid fecharam, nesta sexta-feira (16), um acordo para a composição dos cargos de comando da comissão, ficando acertado que o senador Renan Calheiros (MDB-AL) será o relator da investigação, o que era o maior receio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O senador Renan Calheiros é amigo e tem se aproximado cada vez mais do ex-presidente Lula (PT). Leia a matéria completa aqui.

Veja mais notícias no BRI.

Compartilhe

Written by:

1.708 Posts

Siga nossas redes! https://linktr.ee/brasilindependente
View All Posts
Follow Me :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.