Primeiro-ministro da Suécia é afastado pelo Parlamento

Primeiro-ministro da Suécia é afastado – O Parlamento da Suécia afastou o primeiro-ministro, Stefan Lofven, com uma moção de desconfiança nesta segunda-feira (21), dando ao líder Social Democrata uma semana para renunciar e encarregar o presidente da casa de montar um novo governo ou convocar uma eleição antecipada.

Os Democratas Suecos nacionalistas aproveitaram a chance de pedir a votação depois que o ex-comunista Partido da Esquerda retirou seu apoio ao governo de centro-esquerda devido a um plano para amenizar os controles de aluguel de apartamentos recém-construídos.

LEIA: CPI: gabinete do governo sueco descartou lockdown e foi derrubado
LEIA: Relatório do ABIN questiona lisura da fortuna do ‘Véio da Havan’
ASSISTA: Ao vivo: CPI ouve Osmar Terra que previu ‘muito menos que 400 mil mortos’
ASSISTA: Vídeo: Bolsonaro tira máscara e ofende jornalista: “Cala a boca!”
LEIA: Desaprovação de Bolsonaro bate recorde e supera 50%, diz pesquisa

O líder dos Democratas Suecos, Jimmie Akesson, disse ao Parlamento que o governo é danoso e historicamente fraco, acrescentando: “Ele jamais deveria ter assumido o poder”.

A moção de desconfiança, que exige 175 votos do Parlamento de 349 cadeiras para passar, foi apoiada por 181 parlamentares.

Lofven, de 63 anos, é o primeiro premiê sueco afastado por uma moção de desconfiança apresentada pela oposição.

LEIA: General Santos Cruz: Polarização Bolsonaro x Lula não interessa ao país
LEIA: Ciro no Flow: ‘Bolsonaro é assassino e será julgado no Tribunal de Haia’
LEIA: Metade dos jovens quer deixar Brasil por falta de perspectivas

Sua coalizão minoritária frágil com o Partido Verde depende do apoio parlamentar de duas siglas pequenas de centro-direita e do Partido da Esquerda desde uma eleição apertada no país-membro da União Europeia em 2018.

O Partido da Esquerda viu em Lofven o estopim da crise.

LEIA: Boulos se irrita com pressão do PT: ‘postura de quem não quer unidade’
LEIA: Equipe eleitoral de Bolsonaro alerta para avanço de Ciro Gomes: “Lula ajuda”
LEIA: BNDES financiou R$ 280 milhões a empresas que produzem cloroquina

“Não é o Partido da Esquerda que desistiu do governo Social Democrata, é o governo Social Democrata que desistiu do Partido da Esquerda e do povo sueco”, disse sua líder, Nooshi Dadgostar.

Como o Parlamento está em um impasse, não está claro a quem seu presidente pode se voltar para formar um novo governo caso Lofven renuncie. Pesquisas de opinião indicam que os blocos de centro-esquerda e centro-direita estão equilibrados, por isso pode ser que uma eleição antecipada tampouco traga clareza.

Fonte: CNN Brasil

CPI falou sobre Suécia esta manhã

O deputado federal Osmar Terra (MDB-RS), um dos principais aliados e defensores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao longo da pandemia do novo coronavírus, insistiu, em seu depoimento, na tese de que países que não fecharam tiveram melhor desempenho no combate à pandemia do que os que fizeram isolamento social.

Terra pediu a convocação de autoridades que combateram a pandemia em locais que ele considera bem sucedidos, como a Suécia.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) rebateu com a informação de que na Suécia morreram seis vezes mais pessoas do que na Noruega e Dinamarca, onde houve isolamento social.

Randolfe destacou ainda que após uma CPI no país, o gabinete do governo sueco responsável pelo enfrentamento à pandemia caiu.

Assista ao vivo:

LEIA: Witzel diz que Flávio Bolsonaro é ‘dono’ de hospitais federais do RJ
LEIA: Líder de caminhoneiros ameaça greve: “Estamos no limite”
LEIA: Diversos partidos se reúnem e anunciam: ‘nem Lula, nem Bolsonaro’

Governo quer flexibilizar validade de alimentos no Brasil

Em um aceno ao setor de supermercados, o governo vai criar um grupo de trabalho para avaliar proposta de flexibilização da regra que trata da validade de alimentos no Brasil. A sugestão é adotar modelo que permita vendas de baixo custo e doações a partir de determinado prazo.

Leia a matéria completa aqui.

LEIA: Wilson Witzel diz que é perseguido por investigar morte de Marielle
LEIA: Witzel diz que revelará ‘fato gravíssimo’ contra Bolsonaro em reunião sigilosa

Witzel: Milícia atua na máfia da saúde no RJ; ‘Corro risco de vida’

Em depoimento à CPI da Covid nesta quarta-feira (16) no Senado, o ex-governador do Estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, afirmou que ele e sua família correm risco de vida e que seu impeachment foi financiado por uma máfia na área de saúde.

Leia a matéria completa aqui.

LEIA: Casal acusa jovem negro de roubo, é denunciado por racismo e demitido
LEIA: 19J: Manifesto da JS-SP pede povo unido por vacina, trabalho e fora Bolsonaro

Sociólogo diz que desistência de Huck ‘beneficia centro-esquerda’

Em entrevista publicada no Estadão e assinada pelo jornalista Pedro Venceslau, o especialista em pesquisas eleitorais, sociólogo Antonio Lavareda, presidente do conselho do Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe), disse que os partidos que buscam uma “terceira via” nas eleições presidenciais de 2022, como alternativa à polarização entre o presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), precisam encontrar um nome que atinja os dois dígitos nas pesquisas de intenção de voto até o início do ano que vem.

Leia a matéria completa aqui.

LEIA: Kalil não descarta ser vice de Ciro Gomes: “É um ótimo nome”
LEIA: Flávio Dino: ‘Não excluo Ciro Gomes e PDT de qualquer debate’
LEIA: Luciano Huck desiste da presidência em 22 e terá domingo na Globo

Veja mais notícias no BRI.

Compartilhe

Written by:

1.631 Posts

Siga nossas redes! https://linktr.ee/brasilindependente
View All Posts
Follow Me :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.