Presidente da CPI da Covid: “Gabinete paralelo e recusa de vacinas”

Gabinete paralelo e recusa de vacinas – Em conversa com o Blog de Gerson Camarotti, no G1, o presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), rebateu as críticas de que a CPI terminaria em ‘pizza’ e foi direto: “Para quem dizia que a CPI não daria em nada, já identificamos o gabinete paralelo e a recusa de vacinas”.

O parlamentar disse que a comissão já avançou em pontos fundamentais para entender como o Brasil chegou num estágio tão grave da pandemia: “Já identificamos o gabinete paralelo e a recusa de vacinas”.

LEIA: Thiago Manga: Marcha dos 100 mil em SP é o início do fim de Bolsonaro
LEIA: Protesto contra Bolsonaro e por vacinas em SP lota Av. Paulista
LEIA: Ricardo Kotscho: “Com exceção da Folha, grande mídia esconde protestos”

Além da recusa inicial de vacinas da Pfizer e da CoronaVac, a CPI decidiu aprofundar o funcionamento do gabinete paralelo de enfrentamento da Covid que passou atuar diretamente no Palácio do Planalto no aconselhamento do presidente Jair Bolsonaro.

A avaliação de integrantes da CPI é que esse gabinete paralelo, que conduziu mais de duas dezenas de encontros à margem do Ministério da Saúde, foi fundamental para uma atitude negacionista.

LEIA: Receita Federal mira artistas e autores de novelas da Globo

A CPI ainda quer mensurar quantas mortes poderiam ter sido evitadas com a adoção de medidas corretas para enfrentar a pandemia, com a aquisição de vacinas e recomendações de distanciamento social, ao invés do estímulo do uso da cloroquina (remédio ineficaz para a Covid) como tratamento precoce.

Como revelou à GloboNews o senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI, a comissão já tem provas de que integrantes do chamado gabinete paralelo se reuniam todos os dias com o presidente Bolsonaro.

Esse “gabinete” teria indicado as diretrizes para o enfrentamento da pandemia, entre as quais a adoção do chamado tratamento precoce.

LEIA: Bolsonaro amplia crise com militares e pede que Exército não puna Pazuello
LEIA: Pazuello obrigou soldado negro a fazer papel de cavalo, diz jornal

Nesse contexto, deve ser aprovada a convocação do deputado Osmar Terra (MDB-RS), que é médico e ex-ministro da Cidadania. Ele é considerado por membros da CPI da Covid como “peça-chave” desse gabinete.

Terra é contrário a medidas de isolamento como forma de conter a expansão da doença. Ele foi uma das primeiras pessoas públicas a lançar a tese da chamada “imunidade de rebanho”, ou seja, a contaminação generalizada como forma de se alcançar a imunização coletiva.

Fonte: G1

Bolsonaro quer Hélio ‘Negão’ no Tribunal de Contas, diz jornalista

Jair Bolsonaro está inclinado a articular junto à Câmara para que seu amigo Hélio ‘Negão’, também conhecido como Hélio ‘Bolsonaro’, chegue ao Tribunal de Contas da União (TCU).

Leia a matéria completa aqui.

Protestos contra Bolsonaro ocorreram em todos os estados

Todos os estados e o Distrito Federal registraram manifestações contra o governo Bolsonaro neste sábado (29). Ao longo de todo o dia, grupos se reuniram para passeatas e fizeram inúmeras reivindicações.

Leia a matéria completa aqui.

Opinião: Urnas eletrônicas e o voto impresso

“Nestes tempos voltou à tona a discussão sobre a segurança das nossas urnas eletrônicas e o voto impresso. Muitos ainda não têm opinião formada sobre tal assunto, com isso, geram argumentos falsos e lacrações sem um debate mais profundo do tema. Tema complexo como esse requer bastante atenção, ponderamento e clareza. Afinal, o que é o voto impresso, a quem serve e qual motivo de partidos da direita e esquerda defenderem?”.

Leia o texto na íntegra aqui.

Veja mais notícias no BRI.

Facebook Comments Box
Compartilhe

Written by:

1.383 Posts

View All Posts
Follow Me :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *