Pedro Cardoso se posiciona sobre Ciro x Lula: “No momento, escolheria Ciro”

O ator Pedro Cardoso, o eterno ‘Agostinho Carrara’ do programa de televisão “A Grande Família”, da TV Globo, saiu em defesa de Ciro Gomes (PDT) após a entrevista de Lula (PT) em que o ex-presidente cometeu uma “fake news” contra Ciro, acirrando os ânimos entre as militâncias dos dois líderes políticos.

“Eu, no momento, escolheria Ciro. Não por simpatia maior por um ou outro, nem também pelas suspeitas de desonestidade de Lula que sobre Ciro não pesam – q eu saiba -; mas por me parecer que Ciro tem um projeto mais objetivo para o Brasil do que Lula”, escreveu Pedro Cardoso no Instagram.

“Outra razão é o PT. Acho que o partido dos trabalhadores se encontra dominado pelo o q de menos bom havia nele – o que é uma pena. Acho Ciro mais livre do seu partido do que Lula de seu PT, o que me parece vantajoso.”, avançou, acrescentando: “Além disso, o PT precisa se desapegar do poder e voltar a fazer política na oposição, ou em prefeituras, onde foi mais íntegro do que quando chegou ao planalto.”.

Pedro Cardoso foi confrontado por um seguidor, que disse: “Desculpe, mas sou Lula”. O intérprete do eterno ‘Agostinho’ devolveu: “Respeito sua opinião, mas não sou Lula e nem Ciro. Sou Pedro, mas votarei em qualquer um dos dois”.

O ator e comediante ressaltou a importância de se escolher melhor deputados e senadores na hora da eleição. “É quase inútil um melhor presidente sem um melhor parlamento”, opinou.

Veja o texto de Pedro Cardoso na íntegra:

“Bom dia. Entre Lula e Ciro, em 22, eu estaria mais preocupado em eleger parlamentares melhores em sua honestidade. É quase inútil um melhor presidente sem um melhor parlamento. Mas devido a paixão do brasileiro por líderes absolutos, é fundamental escolher um melhor presidente. Eu, no momento, escolheria Ciro.

Não por simpatia maior por um ou outro, nem também pelas suspeitas de desonestidade de Lula que sobre Ciro não pesam – q eu saiba -; mas por me parecer que Ciro tem um projeto mais objetivo para o brasil do que Lula. Parece-me. Outra razão é o PT. Prefiro para o momento a inexpressividade do PDT do que a vaidade do PT.

Acho que o partido dos trabalhadores se encontra dominado pelo o q de menos bom havia nele – o que é uma pena. Acho Ciro mais livre do seu partido do que Lula de seu PT, o que me parece vantajoso. Além disso, o PT precisa se desapegar do poder e voltar a fazer política na oposição, ou em prefeituras, onde foi mais íntegro do que quando chegou ao planalto.

Eleições, no entanto e tristemente, são ainda decididas pela emoção da esperança do que por escolha da razão. Assim, se Lula, por conta de sua brasilidade, além do que de bom ele fez, vier a ser a pessoa que comove meus co-eleitores, votarei nele. Mas preferia Ciro, para esse momento.

Mas, um ou outro, minha preocupação maior é melhorar o parlamento em sua honestidade. O brasil tem aperfeiçoamentos fundamentais a fazer na estrutura jurídica de sua democracia; e isso é tarefa para o congresso.
Messias diz sobre a mudança na cúpula militar que “só nós sabemos o motivo e morreu aqui”.

Autoritarismo flagrante de quem considera o exército seu. Então um assunto do maior interesse público pode ser tratado como se fosse algo particular entre militares? Jamais. Eu exijo saber a razão da mudança. Todos os envolvidos são funcionários públicos que devem satisfação a população que os remunera.

Autoritários não têm nem pudor em declarar seu autoritarismo. Todos os envolvidos seriam chamados a responder se vivêssemos numa democracia melhor. Mas não vivemos. Daí ser prioridade melhora-la. Daí eu me preocupar mais com o legislativo do que com o executivo.”

Veja mais notícias no BRI.

Compartilhe

Written by:

1.631 Posts

Siga nossas redes! https://linktr.ee/brasilindependente
View All Posts
Follow Me :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.