Novo vídeo biográfico conta experiência de Ciro Gomes como aluno e professor

O presidenciável Ciro Gomes (PDT) publicou o 2o vídeo biográfico contando sua trajetória de vida e tratou da sua juventude universitária, relatando sua experiência como aluno e professor, além de uma inusitada passagem como comentarista esportivo.

O pedetista comentou sobre porque escolheu cursar Direito na faculdade. “É um vocação minha, sabe? Mas é claro que há aí uma influência do meu pai, que era defensor público e advogado, além de professor e vaqueiros (sorrindo). Mas o meu pai nunca me impôs isso. Pelo contrário: ele até torcia, porque era a profissão da moda, que eu fosse engenheiro”, lembrou.

“Mas a minha vocação para o Direito já estava vista pra mim naquela época e hoje eu não tenho nenhuma dúvida que essa era a minha carreira”, concluiu.

O ex-governador do Ceará lembrou de sua atividade política no movimento estudantil. “Eu nunca descuidei do estudo, sempre tive as melhores notas, tirei o primeiro lugar no vestibular, mas eu achava, francamente, que era preciso restaurar a condição das liberdades do povo brasileiro, da justiça social, pelo período que eu cheguei na universidade. E aí era militância diariamente”, contou.

“Participei de tudo que é de retomada das entidades estudantis que tinham sido fechadas. Cheguei a ser candidato na reabertura da UNE, a União Nacional dos Estudantes. Enfim, teve uma participação muito importante na minha formação todo esse trânsito na militância, no movimento estudantil” – Ciro Gomes

A entrevistado, a produtora cultural Giselle Bezerra indaga Ciro no vídeo sobre o que o pedetista fez após se formar em Direito. “Aí eu fui ser dublê de professor e advogado e em uma ida e volta, em uma ponte terrestre, entre Sobral e Fortaleza, porque eu dava aula em Fortaleza e advogava em Sobral”, relembrou.

“Foi um período muito rico da minha vida porque a minha primeira turma, eu era mais jovem do que todos os alunos. Eu comecei (a dar aula) com 22, 23 anos. Naquela ocasião eu aprendi que a minha relação com os meus alunos não podia ser baseada naquela coisa careta, tradicional, do professor superior, os alunos têm que obedecer porque tem uma hierarquia careta e tal. Não, ali se estabeleceu claramente que a minha relação de confiança (com alunos) pela franqueza, pela sinceridade, por uma cumplicidade nas angústias” – Ciro Gomes

Foto: Reprodução

Ciro contou como descobriu a vocação de querer ajudar as pessoas a entender e resolver problemas.

“Muitos desses alunos estudavam de noite, trabalhavam de dia, tinham pouco tempo para se dedicar, e eu fui estabelecendo essa cumplicidade e veio daí uma imensa vocação minha de ajudar as pessoas a entender os problemas. Daí vem, talvez, a minha grande vocação, que é ajudar o jovem a entender as coisas como elas são, no papo reto, porque o jovem você sabe como é. Conversa fiada não resolve. O que resolve é sinceridade, confiança, papo reto, né?” – Ciro Gomes

Comentarista esportivo

Ciro Gomes ainda contou uma curiosidade que muitos não sabem: na época, foi comentarista esportivo na Rádio Educadora do Nordeste. “Eu integrava a equipe do ‘Escrete de Ouro do Rádio: o Time que Nunca Perdeu’, liderado pelo meu querido amigo, que já não está mais conosco, Zé Maria Felix.

Ciro disse que a experiência o ajudou a entrar em contato com outros elementos da cultura brasileira, como a música, o cinema, a culinária, (o cuidado com) a natureza.

“Acho que o Brasil não precisava estar passando por esse momento tão sofrido, tão doído, em que essa mistura da vulgaridade do Bolsonaro com as sequelas da Covid, da doença, da notícia da fome explodindo na casa de tanta gente. A gente, acredito, não precisava estar vivendo isso. A cultura brasileira me permite acreditar, ao lado da nossa base física, e isso não é ‘patriotada’, eu sei que a história brasileira é cheia desses exemplos: quando o povo brasileiro tem oportunidade, com essa riqueza física e essa riqueza humana que nós temos, a gente pode, e eu acredito mesmo, que nós vamos, já, já, achar o caminho, vamos virar esse jogo. Porque o povo brasileiro é pra brilhar, não é para morrer de fome” – Ciro Gomes 

Foto: Reprodução

Ciro se indigna com ‘chacina’ da polícia no RJ: “Carandiru a céu aberto, nova Candelária”

O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) demonstrou indignação e revolta ao comentar a ‘chacina do Jacarezinho’, operação policial mais letal da história do Rio de Janeiro, ocorrida nesta quinta-feira (06) e que deixou 25 mortos. “O que aconteceu hoje na comunidade do Jacarezinho é um Carandiru a céu aberto, uma nova Candelária”, escreveu Ciro nas redes sociais.

Leia a matéria completa aqui.

TRF-1 revoga prisão domiciliar e torna Eduardo Cunha livre

Eduardo Cunha livre – A prisão domiciliar do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (MDB) foi revogada nesta quinta-feira (6) pelo desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), em Brasília, deixando Eduardo Cunha livre. Preso desde outubro de 2016, com a decisão, ele poderá retornar às ruas, de acordo com informações do blog Maquiavel, na Veja.

Leia a matéria completa aqui.

Twitter suspende conta de Roberto Jefferson após “fake news” contra Ciro

O Twitter suspendeu a conta do presidente Nacional do PTB, Roberto Jefferson, condenado no esquema do Mensalão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro divulgar uma conversa falsa entre o vice-presidente Nacional do PDT, Ciro Gomes, e um suposto “chefe de facção” criminosa.

Leia a matéria completa aqui.

Depois de Renan e Eunício, Lula encontra Sarney mirando 2022

O ex-presidente Lula (PT) continua a receber caciques da “velha política” em busca de apoio para as eleições de 2022 e depois de Renan Calheiros (MDB-AL) e Eunício de Oliveira (MDB-CE), foi a vez do ex-presidente José Sarney ser recebido pelo petista.

Leia a matéria completa aqui.

Deputado propõe nomear Ponte Rio-Niterói como ator Paulo Gustavo

O deputado federal Chico D’Angelo (PDT-RJ) protocolou um Projeto de Lei na Câmara para substituir o nome da Ponte que liga as cidades do Rio de Janeiro e Niterói, passando de presidente Costa e Silva para ator Paulo Gustavo.

Leia a matéria completa aqui.

Glauber Braga sobre 2022: “Defendo que o PSOL apresente a sua pré-candidatura”

O deputado federal Glauber Braga (PSOL-RJ) defendeu que o PSOL apresente uma pré-candidatura à presidência da República nas eleições de 2022.

Leia a matéria completa aqui.

Veja mais notícias no BRI.

Facebook Comments Box
Compartilhe

Written by:

1.338 Posts

View All Posts
Follow Me :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *