Miranda diz que irmão foi ‘bloqueado’ na Saúde: “Defensores de bandidos”

Miranda diz que irmão foi ‘bloqueado’ na Saúde – O deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) afirmou neste domingo (27) em suas redes sociais que seu irmão, o servidor público Luis Ricardo Miranda, teve o acesso aos sistemas do Ministério da Saúde bloqueados.

Os dois foram ouvidos pela CPI da Covid na sexta-feira (25) e apresentaram denúncias de supostas irregularidades na compra da Covaxin, vacina indiana contra Covid-19.

Em sua conta no Twitter, Miranda afirmou o seguinte: “Aos defensores de bandidos, meu irmão acaba de descobrir que bloquearam ele do sistema do @minsaude”, citando a conta do Ministério da Saúde na plataforma.

 

ASSISTA: Vídeo: ‘Alertei Bolsonaro pessoalmente’, diz Luis Miranda sobre Covaxin
LEIA: Miranda diz à CPI que Bolsonaro citou Ricardo Barros ao ouvir denúncia

Miranda também publicou uma captura de tela da conversa em que seu irmão relatou ter sido bloqueado no sistema do Ministério.

A CNN procurou o Ministério da Saúde sobre a reclamação de Miranda, mas ainda não obteve resposta.

LEIA: Bolsonaro gastou 10x o valor de ponte para inaugurá-la
LEIA: Omar Aziz debocha de Zambelli após ataque: “Te amo, espanhola”

Depoimento tenso à CPI

A oitiva dos irmãos Miranda foi marcada pelo clima de tensão e por diversos embates entre senadores governistas e os dois. Eles são responsáveis por apontar possíveis irregularidades do governo federal na compra da Covaxin. O Palácio do Planalto nega qualquer problema na compra do imunizante.

Em sessão com quase nove horas de duração o deputado confirmou, quase ao fim da oitiva, que o nome citado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre um suposto “rolo” na aquisição da vacina é o do líder do governo no Câmara, Ricardo Barros (PP-PR).

Miranda afirmou que “todo mundo sabe que é Ricardo Barros”, o deputado citado por Bolsonaro como responsável pela situação com a Covaxin.

LEIA: Ricardo Salles pediu demissão após saber que seria preso
ASSISTA: Vídeo: Paulo Guedes diz que governo apostou em ‘imunidade de rebanho’
LEIA: Alckmin, Datena e Boulos lideram pesquisa em SP; Haddad amarga 9

Após ser mencionado pelo deputado federal em oitiva, Barros manifestou-se, por meio das redes sociais, afirmando que não tem participação na compra do imunizante.

“Não participei de nenhuma negociação em relação à compra das vacinas Covaxin. Não sou esse parlamentar citado. A investigação provará isso”, escreveu o líder do governo em sua conta no Twitter.

Fonte: CNN Brasil

RECEBA NO SEU CELULAR AS NOTÍCIAS MAIS IMPORTANTES DO DIA

Telegram: AQUI
Whatsapp: AQUI

SE VOCÊ APOIA O IMPEAHCMENT DE JAIR BOLSONARO, ENTRE NESSES GRUPOS:

Facebook: AQUI
WhatsApp: AQUI
Telegram: AQUI
Instagram: AQUI

Luis Miranda: “Se Pazuello falasse o que me falou dentro de uma aeronave..”

O deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) se manifestou nas redes sociais após a notícia de que a ex-mulher do ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, procurou a CPI da Covid para se oferecer como possível depoente.

Leia a matéria completa aqui.

Conversa com Bolsonaro foi gravada, sugere Miranda: ‘Vai ficar ruim’

Matéria do Estadão assinada pela jornalista Camila Turtelli informa que após depor por 7 horas e meia na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, o deputado Luis Miranda (DEM-DF) diz ter cumprido sua missão e estar tranquilo sobre a possibilidade de ser acusado de mentiroso pelo presidente da República, Jair Bolsonaro.

Leia a matéria completa aqui.

LEIA: Servidor do Ministério da Saúde depõe na CPI: “Meu partido é o SUS”

Ciro Gomes exige impeachment de Bolsonaro: ‘Vamos assistir de braços cruzados?’

O pré-candidato à presidência Ciro Gomes (PDT) foi às redes sociais na noite desta sexta-feira (26) e na manhã deste sábado (27) exigir em texto e vídeo que um processo de impeachment contra Jair Bolsonaro seja aceito na Câmara dos Deputados.

Leia a matéria completa aqui.

LEIA: Ciro Gomes ‘explode’ em pesquisa e chega a mais de 15%, diz Exame/Ideia

Impeachment de Bolsonaro: Centrão prepara desembarque, diz site

Nota de O Antagonista traz a ‘bomba’: “Em privado, chefões do Centrão já admitem a possibilidade de abandonar em breve o barco do governo”.

Leia a matéria completa aqui.

LEIA: Covaxin: Flávio Bolsonaro abriu portas do BNDES para dono da Precisa, diz Veja

Indígenas recusam vacina após ação de pastores: “Marca da Besta”

Matéria do UOL assinada pelo jornalista Wanderley Preite Sobrinho informa que missionários evangélicos têm espalhado mentiras sobre a vacina contra a covid-19 em aldeias na região Norte do Brasil, segundo requerimento entregue à CPI da Covid.

Leia a matéria completa aqui.

LEIA: Daniel Silveira é preso de novo após tirar tornozeleira 30 vezes

Compartilhe

Written by:

1.708 Posts

Siga nossas redes! https://linktr.ee/brasilindependente
View All Posts
Follow Me :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.