Hacker invade site do Ministério da Saúde e detona: ‘excremento digital, um lixo’

A rede do Ministério da Saúde foi invadida na semana passada com direito a um aviso de “Este site está um lixo”. A falha de segurança foi destacada pelo hacker invasor no último dia 28 de janeiro, de acordo com informações do “Estado de S. Paulo”.

Imagem: Estúdio Rebimboca/UOL

“Qualquer criança consegue invadir este excremento digital, causar lentidão e até estragos maiores. A solução é muito simples de ser implementada, com 1 semana de trabalho de uma empresa séria + custo de aproximadamente R$ 15 mil é possível fazer um site com a melhor tecnologia disponível no mercado”, disse o invasor na mensagem de alerta.

O Ministério da Saúde registrou, no ano passado, importantes vazamentos de seus bancos de dados. O maior deles foi em dezembro: uma falha expôs informações de mais de 240 milhões de brasileiros, incluindo nome, endereço completo, telefone e CPF de todas as pessoas cadastradas no SUS ou que tenham aderido a um plano de saúde.

Foto: Rafael Neddermeyer/FotosPúblicas

O número de pessoas que tiveram dados expostos —cerca de 243 milhões — é maior que o número de habitantes do país (210 milhões), pois no banco constavam informações de alguns pacientes que morreram. A brecha teria ocorrido por um período de pelo menos seis meses.

De acordo com a pasta, o problema foi resolvido e iriam apurar a responsabilidade pelo vazamento e tomar ações para impedir novos incidentes.

Fonte: UOL

Compartilhe

Written by:

1.631 Posts

Siga nossas redes! https://linktr.ee/brasilindependente
View All Posts
Follow Me :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.