Filho de Bolsonaro ataca Cid Gomes, que rebate: “Zé mané”

O senador Cid Gomes (PDT-CE) trocou farpas com um filho de Jair Bolsonaro (sem partido) nesta terça-feira, nas redes sociais.

O pedetista publicou no Twitter que havia apresentado um requerimento para que o ex-ministro da Defesa, o general Fernando Azevedo e Silva, esclareça os motivos de sua demissão.

“O Brasil não pode ficar sujeito às crises geradas a partir de surtos totalitários do presidente.”, escreveu, completando que “é missão do Senado resguardar a democracia”.

Em seguida, o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) atacou Cid ao comentar a postagem do senador cearense.

“O ‘coroné’ que jogou uma retroescavadeira para cima de policiais, mulheres e crianças falando de surtos totalitários. Esse é o Brasil”, provocou ‘Carluxo’, como é frequentemente chamado por internautas opositores ao governo de seu pai.

Cid Gomes então rebateu com a firmeza habitual: “se eu fosse coronel o despreparado e tresloucado do teu pai bateria continência pra mim e não estaria fazendo e falando tanta besteira”, respondeu, em alusão ao fato de que na hierarquia militar, um coronel está acima e tem autoridade sobre um capitão.

Cid Gomes ainda terminou classificando Carlos Bolsonaro como um “zé mané”.

Irmão de Cid, Ciro Gomes fala à imprensa internacional e denuncia genocídio no Brasil

A matéria traz o ativista brasileiro Rafael Puetter – conhecido como Rafucko – vestido como ‘Grim Reaper’, o símbolo da Morte, que anda pelas ruas de Berlim para chamar a atenção à crise enfrentada pelo Brasil no combate à covid-19. “Eu quero fazer da Morte, esta entidade, um símbolo oficial do governo brasileiro, porque basicamente o governo está trabalhando para promover a morte. Mas minha Morte está exausta.”, provoca.

A produção registra que Bolsonaro tem sido amplamente criticado pela forma como tem lidado com a crise da Covid-19: o presidente minimizou a severidade da doença, encorajou aglomerações, desestimulou o uso de máscaras e espalhou temor sobre as vacinas.  “Vão viver suas vidas, parem de chorar como maricas”, atribuem a uma fala de Bolsonaro.

Ciro Gomes entra no vídeo e dispara: “Bolsonaro é um genocida psicopata”, pedindo ajuda internacional para conter o presidente. A DW Global lembra que Bolsonaro pediu à Polícia Federal para investigar Ciro por ‘ofensa à honra’. Veja a matéria completa aqui.

Veja mais notícias no BRI.

Compartilhe

Written by:

1.708 Posts

Siga nossas redes! https://linktr.ee/brasilindependente
View All Posts
Follow Me :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.