EUA investe US$ 6 bilhões na América Latina para ‘recuperar’ a hegemonia

EUA investe US$ 6 bilhões na América Latina – O presidente dos EUA, Joe Biden, declarou seu objetivo de recuperar a liderança internacional, reverter o isolacionismo de seu antecessor, Donald Trump, restaurar alianças internacionais e fortalecer a diplomacia para a qual dispôs um orçamento federal de US$ 6 bilhões, elevando investimentos em infraestrutura, educação e combate às mudanças climáticas.

O governo elevou de maneira substancial o gasto em diplomacia, assistência econômica e de segurança, em remessas destinadas a vários países, entre eles o México e alguns da América Central, dotando o Departamento de Estado e a Agência para o Desenvolvimento Internacional (USAID, na sigla em inglês) com US$ 58,5 bilhões, o que sinaliza um incremento de 10% do atual e 50% a mais do que o valor orçamentado por Trump para 2022.

Entre os fundos propostos estão inclusos US$ 861 milhões em assistência para países centro-americanos, com foco na questão imigratória, no primeiro gesto do total de US$ 4 bilhões que devem ser investidos em quatro anos.

ASSISTA: Vídeo: Médica dá ‘aula’ de ciência e saúde pública a senador na CPI da Covid
ASSISTA: Vídeo: Senador ‘janta’ médica bolsonarista na CPI da Covid: “Nem estudou!”

Os fundos destinados sob o chamado Fundo de Apoio Econômico para o hemisfério ocidental somam US$ 455,3 milhões, incluindo recursos destinados à Venezuela para “fortalecer diversos atores democráticos para organizar internamente, ampliar a coalizão democrática… defender princípios democráticos e promover o bem-estar dos venezuelanos”. Amém!

A proposta enfatiza o enfrentamento daquilo que se considera uma influência negativa da China e da Rússia. De fato, inclui algo que se chama Fundo para Combater a Influência do Mal da RPC (República Popular Chinesa).
Parte do esforço contra essas influências ocorre por meio da Agência de Estados Unidos para Meios Globais – uma agência independente cuja missão é informar, comunicar e conectar pessoas ao redor do mundo, em apoio à liberdade e à democracia. Está composta por duas entidades: A Voz da América e o Escritório para Transmissão de Cuba, além de quatro agências não federais, como a Rádio Free Europe.

LEIA: Médica na CPI: “Estamos escolhendo de qual borda da Terra Plana pular”
ASSISTA: Vídeo: Presidente da CPI caçoa de ‘cabra’ que “vem falar uma merda dessas”

Anthony Blinken, secretário de Estado, declarou que esses fundos beneficiarão os estadunidenses ao melhorar as condições de saúde durante a pandemia, tratar das mudanças climáticas e ajudar a responder às demandas do Fundo de Migração da América Central, mas sobretudo reafirmar a liderança dos EUA na promoção da democracia e contrapor o crescente autoritarismo.

Nesse sentido, complementou, dizendo que os fundos “são para oferecer liderança humanitária internacional e enfrentar a competição junto a nações que não compartilham nossos valores de liberdade, democracia e respeito pelos direitos humanos. Nossa segurança nacional depende não apenas do poder de nossas Forças Armadas, mas também de nossa habilidade para conduzir de maneira efetiva a diplomacia e o desenvolvimento”, afirmou Blinken.

Aram Aharonian é jornalista e comunicólogo.

Martha Rocha e Freixo lideram corrida pelo governo do RJ

A delegada Martha Rocha (PDT) e o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL) lideram a corrida pelo governo do Rio de Janeiro (RJ), de acordo com pesquisa realizada pelo instituto Paraná Pesquisas entre os dias 28 de maio e 1º de junho.

Leia a matéria completa aqui.

LEIA: PF faz operação contra empresário e é recebida a tiros no Amazonas

Opinião: Bolsonaro zomba dos pobres e dos insatisfeitos

Jair Bolsonaro resolveu debochar das cobranças pela prorrogação do auxílio emergencial. Com o país à beira de mais um ciclo mortífero, o presidente disse que não tem culpa pela “situação difícil em que se encontra a população”, uma vez que não é o responsável pelas medidas de restrição implantadas até aqui.

Leia a matéria completa aqui.

LEIA: Mandetta: Nise Yamaguchi era ‘urubu’ que queria alterar bula da cloroquina

Cidadania aciona PGR contra Bolsonaro e Pazuello por recusa de vacinas

O Cidadania entrou com representação, na última semana, na Procuradoria-Geral da República contra o presidente Jair Bolsonaro e o ex-ministro Eduardo Pazuello por prevaricação e improbidade administrativa no enfrentamento da pandemia com base no depoimento do diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, à CPI da Covid.

Leia a matéria completa aqui.

LEIA: PDT convida senador Fabiano Contarato e frustra PT e Lula

EUA vai executar presos com mesmo gás usado por nazistas

O estado do Arizona , nos Estados Unidos, está armazenando gases letais antes da retomada das execuções planejadas dos presos que estão no corredor da morte . Um dos gases é o Zyklon B , usado pelos nazistas para matar quase um milhão de judeus em Auschwitz.

Leia a matéria completa aqui.

Retomada? PIB cresce 1,2% e atinge nível pré-pandemia

O PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro cresceu 1,2% no 1º trimestre de 2021 em comparação com o 4º do ano passado. O resultado garantiu o retorno do PIB ao nível pré-pandemia de covid-19. Os dados divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) surpreenderam economistas, mas são vistos com cautela, já que a retomada econômica mais sólida neste ano ainda depende de alguns fatores: A) vanço na vacinação, B) controle da crise sanitária provocada pelo novo coronavírus e C) aquecimento do setor de serviços.

Leia a matéria completa aqui.

Veja mais notícias no BRI.

Facebook Comments Box
Compartilhe

Written by:

1.383 Posts

View All Posts
Follow Me :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *