Eduardo Bolsonaro faz postagem ‘enganosa’, alerta Twitter: “lockdown é o oposto de isolamento social”

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) escreveu em suas redes sociais que o “lockdown é o oposto de isolamento social” e teve sua publicação marcada como ‘enganosa’ pelo Twitter, por conter “informações enganosas e potencialmente prejudiciais relacionadas à covid-19″.

“Este Tweet violou as Regras do Twitter sobre a publicação de informações enganosas e potencialmente prejudiciais relacionadas à COVID-19. No entanto, o Twitter determinou que pode ser do interesse público que esse Tweet continue acessível”, diz a mensagem.

No tuíte, o filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) demonstrou um raciocínio incomum em relação aos efeitos do lockdown, que na opinião de Eduardo, “é o oposto de isolamento social”. “No lockdown as pessoas são condenadas a ficarem confinadas em casa, aumentando a proliferação do vírus”, escreveu.

Le Monde: Lava Jato teve influência dos EUA e ‘feriu’ democracia

O jornal francês Le Monde publicou, no fim de semana, uma longa reportagem, em que afirma que houve influência do governo dos Estados Unidos (EUA) na criação da Operação Lava Jato, com conexão com ex-juiz Sergio Moro, um dos responsáveis por julgar os processos. No texto, o jornal diz que a força-tarefa serviu a “vários interesses, mas não à democracia”. Leia a matéria completa aqui.

Freixo e Orlando Silva querem ouvir general Heleno e chefe da ABIN na Câmara

Os deputados federais Marcelo Freixo (PSOL-RJ) e Orlando Silva (PCdoB-SP) pediram nesta sexta-feira (09), na Câmara, a convocação do ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, e o chefe da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Alexandre Ramagem, para que possam prestar esclarecimentos na Comissão Mista de de Controle das Atividades de Inteligência do Congresso Nacional. Leia a matéria completa aqui.

Kajuru entra no STF e Nunes Marques julgará pedido de impeachment de Moraes

O ministro Kassio Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF), será o relator de mandado de segurança que pede agilidade na análise de pedido de impeachment aberto contra o também ministro Alexandre de Moraes. A ação foi protocolada nesta segunda-feira (12/4) pelo senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO). Leia a matéria completa aqui.

Veja mais notícias no BRI.

Compartilhe

Written by:

1.708 Posts

Siga nossas redes! https://linktr.ee/brasilindependente
View All Posts
Follow Me :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.