Ciro Gomes sobre teto de gastos: “Loucura de uma elite que não entende nada”

Ciro Gomes contra teto de gastos – Em entrevista ao jornal Valor Econômico publicada nesta segunda-feira (17), Ciro Gomes (PDT) defendeu uma aliança de centro-esquerda para 2022 e disse que o teto de gastos é uma “loucura feita em cima da pernas por uma elite que não entende nada.”

O político do PDT afirma que estão aumentando as chances de ser o nome que desafiará Lula em um segundo turno nas próximas eleições e que é possível uma aliança ao DEM. Para Ciro, Jair Bolsonaro (sem partido) não deve chegar ao segundo turno e o centrão deve abandonar o presidente.

LEIA: Covid-19: China declara apoio a quebra de patentes de vacinas

“O que precisamos é de uma aliança de centro-esquerda. Precisamos recuperar o Estado e sua capacidade de investir, de planejar, coordenar. A minha proposta de reforma tributária você pode chamar de esquerda mas está em linha com as melhores práticas internacionais. Só o Brasil e a Estônia não cobram lucros e dividendos. Nos Estados Unidos, epicentro do capitalismo global, o imposto sobre as grandes heranças tem alíquota de 29%. No Brasil é 4%. Isso é esquerda?” – Ciro Gomes.

Área econômica

O presidenciável também diz que Lula busca “retomar o poder” e avalia que o “lulopetismo” foi responsável por arrebentar as contas públicas brasileiras. Na área econômica, Ciro diz que sua equipe é liderada por Nelson Marconi, Mauro Benevides Filho e Paulo Rabello de Castro. Ele também diz ter conversas regulares com Bresser Pereira, Delfim Netto, Luiz Gonzaga Belluzzo e, com menos frequência, com André Lara Rezende, Pérsio Arida e Armínio Fraga.

ASSISTA E LEIA: Lupi sobre China e EUA apoiarem quebra de patentes: “Não é hora de ganhar dinheiro”

Para Ciro, o teto de gastos deve ser revogado.

“O ‘barata voa’ já está acontecendo. Bolsonaro acabou de fazer uma portaria arrebentando o teto de gastos, não só do governo federal, mas dos Estados. O orçamento de guerra é uma ficção contábil. A emenda da austeridade é outra ficção contábil.E teto de gastos foi para o beleléu no primeiro ano porque nunca foi praticável. Qual a literatura que sustenta, qual precedente que sustenta? Teto de gastos é aberração. Pode estabelecer com lei complementar, uma resolução do Senado que limite a dívida. Onde é que já se viu criar teto para 20 anos? As despesas obrigatórias estão crescendo 9% acima da inflação no governo Bolsonaro. O teto de gastos vai para onde? Para deprimir a taxa de investimento a zero. Isso tem um ‘trade off’ que acaba com a economia do país. Para manter a infraestrutura precisa gastar 2,5% do PIB, mas gastamos 0,75% com tudo. Tem que reconstitucionalizar o país e acabar com essa loucura, feita em cima da pernas por uma elite que não entende nada” – Ciro Gomes

Fonte; Canal My News

VEJA: Vídeo: Kátia Abreu detona Ernesto Araújo; “negacionista compulsivo”

Depoimento de Ernesto Araújo na CPI é desmentido por reuniões e dados

O ex-chanceler Ernesto Araújo afirmou em seu depoimento na CPI da covid-19, nesta terça-feira, que o Brasil foi o primeiro a receber vacinas da Índia e que o governo atuou desde a definição da Covax da aliança mundial de vacinas, em junho de 2020. Mas os dados se contrastam com a narrativa apresentada pelo ex-ministro.

Leia a matéria completa aqui.

LEIA: Trabalhar ‘demais’ mata quase 1 milhão de pessoas por ano no mundo, revela estudo

Vice-presidente do PT sobre Paes vice de Lula em 2022: “Seria um ótimo nome”

Vice-presidente nacional do PT, Washington Quaquá (RJ) vê com bons olhos uma chapa com o prefeito do Rio de Janeiro (RJ), Eduardo Paes (PSD), como vice de Lula nas eleições de 2022. “Seria um ótimo nome”, opina Quaquá.

Leia a matéria completa aqui.

LEIA: Texto em que Ernesto Araújo fala do “comunavírus”

Veja mais notícias no BRI.

Facebook Comments Box
Compartilhe

Written by:

1.411 Posts

View All Posts
Follow Me :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *