Ciro: “Bolsonaro prefere que o povo siga morrendo para manter poder”

O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) continua a denunciar Jair Bolsonaro (Sem partido) e seu governo, e novamente utilizou palavras fortes ao comentar a gestão de Bolsonaro na presidência da República neste sábado (27).

Ciro fez diversas postagens em suas redes sociais onde lista uma série de motivos que justificariam o impeachment de Bolsonaro, o qual o pedetista é defensor ferrenho. “Enquanto abriu o cofre público para suas negociatas, Bolsonaro economiza onde deveria realmente investir: nas vacinas. O presidente prefere que o povo siga morrendo para permanecer no poder!”, disse, pedindo o impedimento de Bolsonaro de forma urgente.

O pedetista argumentou sobre várias promessas de campanha que, segundo ele, não foram cumpridas pelo presidente. “Acabar com o ‘toma lá, dá cá’? Na véspera das eleições no Congresso, Bolsonaro liberou R$ 3 BILHÕES em obras a parlamentares”, apontou, complementando que o governo também prometeu cargos e a criação de ministérios: “Um grande mentiroso e corrupto!”.

O pré-candidato à presidência em 2022 também lembrou das promessas de campanha de Bolsonaro em 2018, de que a gasolina e o gás iriam ser barateadas. “Hoje a realidade dos brasileiros é pagar quase R$100,00 no gás e parcelar o valor em até 3x. Mesmo a Petrobras batendo lucro recorde de R$ 59,9 bilhões, nosso povo está pagando quase R$ 6,00 no litro da gasolina! Rombo no bolso dos trabalhadores!”, indignou-se.

Ciro Gomes citou ainda o número de ministérios, visto que Bolsonaro prometeu reduzir para 15 e que hoje, o governo federal possui 23. Por fim, Ciro falou sobre corrupção e citou a mudança que o presidente fez no comando da Polícia Federal em meio a investigações contra seu filho, o senador Flávio Bolsonaro, no caso das ‘rachadinhas’.

“Combater a corrupção também é uma grande mentira do Bolsonaro. Muitos brasileiros foram enganados enquanto Bolsonaro interferiu na Polícia Federal e usou a Abin para acobertar os crimes do seu filho Flávio”, disparou, finalizando com a pergunta que se popularizou após o caso: “E os R$ 89 mil do Queiroz na conta da primeira-dama?”.

Compartilhe

Written by:

1.631 Posts

Siga nossas redes! https://linktr.ee/brasilindependente
View All Posts
Follow Me :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.