Centrais sindicais fazem ‘esquenta’ na véspera de protestos contra Bolsonaro

Protestos contra Bolsonaro – Os presidentes das centrais sindicais participaram de ato nesta sexta-feira (18) que funcionará como aquecimento para as manifestações nacionais contra Jair Bolsonaro, marcadas para sábado (19).

Os líderes de CSB, CUT, Força Sindical, CTB, entre outras, estarão a partir das 7h na avenida das Nações Unidas, na zona sul de São Paulo, para atividades de mobilização e convocação para os protestos contra Bolsonaro do dia seguinte.

LEIA: BNDES financiou R$ 280 milhões a empresas que produzem cloroquina
LEIA: 19J: Manifesto da JS-SP pede povo unido por vacina, trabalho e fora Bolsonaro
LEIA: Witzel diz que Flávio Bolsonaro é ‘dono’ de hospitais federais do RJ

“No próximo sábado (19), estaremos nas ruas pelo Fora Bolsonaro, mas é preciso ir além. É hora de dizer não à reforma administrativa, exigir os R$ 600 de auxílio emergencial e gritar bem alto: vacina no braço e comida no prato” – Antonio Neto, presidente da CSB.

“É fundamental que o questionamento sobre a condução do país por Bolsonaro chegue nos locais de trabalho e haja esse debate sobre auxílio emergencial, política de emprego e diretrizes para a saúde”, afirma João Carlos Gonçalves, o Juruna, secretário-geral da Força Sindical.

LEIA: Líder de caminhoneiros ameaça greve: “Estamos no limite”
LEIA: Diversos partidos se reúnem e anunciam: ‘nem Lula, nem Bolsonaro’
LEIA: Flávio Dino: ‘Não excluo Ciro Gomes e PDT de qualquer debate’
LEIA: Luciano Huck desiste da presidência em 22 e terá domingo na Globo

As centrais pretendem promover assembleias em locais de trabalho, atividades de panfletagem e paralisações nesta sexta-feira (18).

As centrais não convocaram seus membros para as manifestações de 29 de maio, e líderes da campanha Fora, Bolsonaro acreditam que isso contribuiu para que não tenham sido maiores.

LEIA: Wilson Witzel diz que é perseguido por investigar morte de Marielle
LEIA: Witzel diz que revelará ‘fato gravíssimo’ contra Bolsonaro em reunião sigilosa
LEIA: Casal acusa jovem negro de roubo, é denunciado por racismo e demitido
LEIA: Kalil não descarta ser vice de Ciro Gomes: “É um ótimo nome”

Com apoio aberto de sindicatos e também de partidos de oposição, eles acreditam que mais de 500 cidades receberão protestos contra Bolsonaro neste sábado (19). O protesto anterior aconteceu em ao menos 213 cidades do Brasil e 14 do exterior, segundo estimativa dos movimentos.

Fonte: Folha de S. Paulo

Governo quer flexibilizar validade de alimentos no Brasil

Em um aceno ao setor de supermercados, o governo vai criar um grupo de trabalho para avaliar proposta de flexibilização da regra que trata da validade de alimentos no Brasil. A sugestão é adotar modelo que permita vendas de baixo custo e doações a partir de determinado prazo.

Leia a matéria completa aqui.

Witzel: Milícia atua na máfia da saúde no RJ; ‘Corro risco de vida’

Em depoimento à CPI da Covid nesta quarta-feira (16) no Senado, o ex-governador do Estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, afirmou que ele e sua família correm risco de vida e que seu impeachment foi financiado por uma máfia na área de saúde.

Leia a matéria completa aqui.

Sociólogo diz que desistência de Huck ‘beneficia centro-esquerda’

Em entrevista publicada no Estadão e assinada pelo jornalista Pedro Venceslau, o especialista em pesquisas eleitorais, sociólogo Antonio Lavareda, presidente do conselho do Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe), disse que os partidos que buscam uma “terceira via” nas eleições presidenciais de 2022, como alternativa à polarização entre o presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), precisam encontrar um nome que atinja os dois dígitos nas pesquisas de intenção de voto até o início do ano que vem.

Leia a matéria completa aqui.

Compartilhe

Written by:

1.631 Posts

Siga nossas redes! https://linktr.ee/brasilindependente
View All Posts
Follow Me :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.