Vídeo: Bolsonarista é expulso de igreja após discurso de ódio

Bolsonarista é expulso de igreja – Um suposto coronel do exército bolsonarista foi expulso após causar confusão e fazer discurso de ódio dentro da Igreja da Paz em Fortaleza, Ceará.

Durante uma missa, o padre foi interrompido pelo militante que aos gritos o acusava de fazer ‘palanque político’.

Os presentes então se revoltaram e expulsaram o homem da igreja aos gritos de “Fora Bolsonaro”.

Em seguida, uma música sobre amor e perdão serem a resposta para o ódio é tocada e cantada por todos.

OUTRAS NOTÍCIAS:

LEIA: PT não aceita autocrítica sobre corrupção de fundador do partido
LEIA: Prefeito de Recife, João Campos defende que PSB apoie 3ª via
LEIA: Sarney encontra Bolsonaro e liderança do PT no mesmo dia, diz site
LEIA: Pela 1ª vez, maioria dos brasileiros quer impeachment de Bolsonaro
LEIA: Ciro detona Bolsonaro após ataque ao TSE: “Últimas braçadas de um afogado”

Assista:

OUTRAS NOTÍCIAS:

LEIA: Antonio Neto e Amanda Salgado: Um resgate para passar o Brasil a limpo
LEIA: Atacado por militares, Omar Aziz agradece apoio de Ciro Gomes
LEIA: Bolsonaro se enrola sobre reunião com Luis Miranda: “Fantasiosa”
LEIA: Bolsonaro passa mal, tem soluço e dificuldade para falar em visita ao Sul

Bolsonaro despenca nas pesquisas e 51% dos brasileiros acha governo ‘péssimo’

O povo brasileiro não tem a melhor impressão de seu presidente. Ao contrário: para a maioria da população, Jair Bolsonaro é desonesto, falso, incompetente, despreparado, indeciso, autoritário, favorece os ricos e mostra pouca inteligência.

Leia a matéria completa aqui.

LEIA: 6 de cada 10 brasileiros rejeitam Bolsonaro para 2022, diz Datafolha

Entidades de advogados e magistrados repudiam ‘ameaça’ de militares

Associações de juristas, advogados, magistrados e também a Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) divulgaram uma nota conjunta em que repudiam os ataques ao Parlamento brasileiro por parte do Ministério da Defesa.

Leia a matéria completa aqui.

LEIA: Ciro Gomes se consolida na 3ª via e quase dobra intenções de voto, diz pesquisa

Viúva de suposto assassino de Marielle fecha delação com MP

Segundo jornalista Guilherme Amado em Metrópoles, a viúva do capitão Adriano da Nóbrega, miliciano que era ligado a Flávio Bolsonaro e que foi assassinado na Bahia no ano passado, está perto de homologar uma delação premiada com o Ministério Público Federal no Rio de Janeiro e o Ministério Público do estado.

Leia a matéria completa aqui.

LEIA: Reinaldo Azevedo dispara: “Nota dos militares é mentirosa e golpista”

Veja mais notícias no BRI.

Compartilhe

Written by:

1.631 Posts

Siga nossas redes! https://linktr.ee/brasilindependente
View All Posts
Follow Me :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.