Variante indiana da covid-19 é detectada em SP

Variante indiana em SP – O Instituto Adolfo Lutz, da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo (SP), identificou um caso com a variante indiana do coronavírus, chamada de B.1.617. A informação foi divulgada pelo governo estadual na manhã desta quarta-feira (26).

Com a confirmação, sobe para sete o número de pessoas contaminadas pela variante no país.

Os outros seis são passageiros que chegaram ao Maranhão a bordo do navio MV Shandong da Zhi, atracado no litoral do estado. Há ainda outros três casos suspeitos no Distrito Federal, Espírito Santo e em Minas Gerais.

Segundo o Adolfo Lutz, em SP a variante foi identificada em um passageiro de 32 anos, morador de Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro, que desembarcou no Aeroporto Internacional de Guarulhos no dia 22 de maio.

LEIA: Documento da CPI: Forças Armadas negaram leitos disponíveis em hospitais militares

Ainda de acordo com o governo paulista, não há registros de um caso autóctone (contaminação local) da variante no estado.

O passageiro foi identificado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), responsável pelo monitoramento no aeroporto.

Entretanto, a gestão estadual afirma que só foi notificada pela Anvisa quando o passageiro já havia embarcado em voo doméstico para o Rio de Janeiro. A amostra positiva foi enviada ao Lutz e o sequenciamento finalizado nesta quarta-feira (26).

OUÇA: Áudio: ‘Capitã Cloroquina’ diz que Fiocruz “tem pênis na porta, tapetes são do Che Guevara”

Navio onde estão os tripulantes que são acompanhados por conta da Covid-19 no MA — Foto: Reprodução/TV Mirante

Em nota, a Anvisa alega que o passageiro, quando passou pelos controles da Anvisa no Aeroporto de Guarulhos, estava negativado, tendo apresentado PCR negativo realizado nas últimas 72h e não apresentava sintomas.

“A positivação dele ocorreu posteriormente, em novo exame, já em solo brasileiro. Ao ficar sabendo da positivação, no final da noite de 22 de maio, a Anvisa imediatamente acionou o Sistema de Vigilância Epidemiológica (Cievs) para busca ativa e monitoramento”.

Ministério vacina trabalhadores de aeroportos

O Ministério da Saúde anunciou a vacinação de trabalhadores de aeroportos e portos, com a pretenção de vacinar funcionários de todos os aeroportos do país. Em nota na noite de terça-feira (26), o governo federal confirma a distribuição de doses para estes dois grupos. Ao todo, serão contempladas 202 mil pessoas.

O governo afirma que após ser comunicado pela Agência, a Secretaria de Estado de Saúde iniciou, juntamente com o município, as medidas de vigilância epidemiológicas necessárias.

LEIA: Assustados, funcionários da Cultura denunciam: Mario Frias anda armado e grita

Foi solicitada a lista completa dos passageiros do voo, além dos nomes de todos os funcionários do aeroporto, laboratório e dos contatos do passageiro para isolamento e monitoramento.

As equipes de vigilância do Rio de Janeiro também foram imediatamente notificadas para o acompanhamento do caso.

A pasta afirma que desde o dia 14 de maio, as equipes de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde notificam os municípios de residência de todos os passageiros vindos da Índia que desembarcam no Brasil.

A medida é uma parceria com a Anvisa, que envia para a Saúde a lista completa dos passageiros do voo.

LEIA: Após decisão do TSE, Tabata Amaral bomba nas redes por integrar partido clandestino da Capitã Cloroquina

Variantes do coronavírus

O Instituto Adolfo Lutz e do Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) afirmam que foram encontrados 375 casos autóctones de três variantes até 26 de maio:

  • 1 confirmação de B.1.617.2 (caso de Campos dos Goytacazes (RJ) – não há registro de um caso autóctone desta linhagem em SP)
  • 3 confirmações de B.1.351
  • 15 confirmações de B.1.1.7
  • 356 confirmações de P.1

Até o momento, não há notificação oficial da variante P4.

LEIA: TSE quebra sigilo telefônico em ação de cassação da chapa Bolsonaro-Mourão

A detecção de novas variantes é um instrumento de vigilância que contribui para o monitoramento da pandemia de COVID-19, não sendo necessário do ponto de vista técnico e científico sequenciamentos individualizados uma vez confirmada a circulação local da variante.

A confirmação ocorre por meio de sequenciamentos genéticos realizados por laboratórios como o Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, e depende ainda do trabalho de Vigilância Epidemiológica para investigação dos casos, como históricos de viagens e contatos.

A variante indiana

A variante indiana B.1.617 possui três versões, com pequenas diferenças (B.1.617.1, B.1.617.2 e B.1.617.3), descobertas entre outubro e dezembro de 2020. As três versões apresentam mutações importantes nos genes que codificam a espícula, a proteína que fica na superfície do vírus e é responsável por conectar-se aos receptores das células humanas e dar início à infecção.

Entre as alterações, uma se destaca: E484Q tem algumas similaridades com a E484K, alteração encontrada nas outras três variantes de preocupação global. São elas: a B.1.1.7 (Reino Unido), a B.1.351 (África do Sul) e a P.1 (Brasil, inicialmente detectada em Manaus).

Até o momento, cientistas ainda não conseguiram estabelecer sobre a variante indiana:

  • A sua real velocidade de transmissão e se ela é mais transmissível
  • Se a variante está relacionada a quadros de Covid-19 mais graves, que exigem internação e intubação
  • O quanto as mudanças genéticas interferem na eficácia das vacinas já disponíveis

Indícios de maior transmissibilidade

No Reino Unido, que tem um dos melhores sistemas de vigilância genômica do mundo e lida com uma das variantes de preocupação global (a B.1.1.7), o número de casos gerados pela B.1.617 quase triplicou em uma semana.

Em um mês, a participação relativa da cepa indiana no total de casos que foram sequenciados geneticamente no Reino Unido subiu de 1% para 9%. Em algumas regiões, como Bolton, Blackburn, Bedford e Sefton, a B.1.617 já representa a maioria dos casos analisados e já se tornou dominante.

Fonte: G1

Vídeo: Senador cita ‘meme’ de Mia Khalifa, atriz pornô, na CPI da Covid

O senador Luis Carlos Heinze (Progressistas-RS) citou um ‘meme’ de Mia Khalifa, atriz pornô famosa, na CPI da Covid, nesta terça-feira (25). A CPI da Covid agita o Senado brasileiro nas últimas semanas, principalmente em torno dos depoimentos explosivos a favor e contra o uso da cloroquina para tratar da doença, que se tornou uma pandemia mundial no ano passado.

Leia a matéria completa aqui.

Felipe Neto: “Ciro é único candidato viável com projeto de enfrentamento ao neoliberalismo”

O youtuber e empresário Felipe Neto publicou nesta terça-feira (25) que, na sua opinião, Ciro Gomes (PDT) é o único candidato viável com um projeto de enfrentamento ao neoliberalismo. “O projeto do Ciro é de enfrentamento ao neoliberalismo, enquanto o PT aliou-se a ele para governar”, escreveu.

Leia a matéria completa aqui.

Centrais sindicais apresentam pauta única ao Congresso Nacional

Centrais sindicais entregarão aos presidente Arthur Lira (Câmara) e Rodrigo Pacheco (Senado) uma lista com 24 propostas em discussão no Congresso que consideram merecer atenção prioritária. É a 1ª vez que as centrais desenvolvem uma agenda conjunta sobre propostas em discussão no Legislativo.

Leia a matéria completa aqui.

Presidente da CPI: “Se Pazuello mentir de novo, sairá algemado”

O presidente da Comissão de Inquérito Parlamentar (CPI) da Covid-19, Omar Aziz (PSD), afirmou nesta segunda-feira, em entrevista ao site UOL, que se o ex-ministro da Sáude, Eduardo Pazuello , “mentir de novo à comissão sairá algemado da sessão”. Será votado nessa quarta-feira (26) o requerimento para Pazuello retornar à CPI .

Leia a matéria completa aqui.

Ciro Gomes: ‘Amplo diálogo de todos com todos, menos os fascistas’

O presidenciável Ciro Gomes (PDT) publicou um artigo na Carta Capital em que faz propostas e ponderações sobre como desenvolver o Brasil e tirar o país da sua maior crise econômica da história. “Amplíssimo diálogo de todos com todos, menos os fascistas”, defende Ciro Gomes.

Leia a matéria completa aqui.

Veja mais notícias no BRI.

Facebook Comments Box
Compartilhe

Written by:

1.383 Posts

View All Posts
Follow Me :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *