PF faz operação contra empresário e é recebida a tiros no Amazonas

PF faz operação contra empresário – A Polícia Federal foi recebida a tiros nesta quarta-feira (2) ao cumprir mandados contra o empresário Nilton Costa Lins Júnior, alvo da 4ª fase da Operação Sangria, que investiga supostos desvios de recursos de combate à Covid no Amazonas. O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), e o secretário de Saúde do estado, Marcellus Campêlo, também estão entre os investigados.

LEIA: Governador João Doria veta Copa América em São Paulo, diz jornal
LEIA: STF manda Bolsonaro explicar Copa América no Brasil

O empresário era alvo de mandados de busca e prisão temporária. Ainda não está claro se o empresário fez os disparos para o alto ou em direção aos policiais. Se ficar comprovado que foi contra os agentes, ele vai responder por tentativa de homicídio. Foram apreendidas quatro armas.

O advogado do empresário Nilton Costa Lins Júnior, José Carlos Cavalcante, afirma que não foi autorizado a acompanhar as buscas. Ele confirmou que houve tiros durante a ação, disparados pelo empresário.

STJ

Na abertura da sessão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), a subprocuradora-geral da República Lindôra Araújo comunicou o episódio aos ministros da corte, responsável pela expedição dos mandados. “Foi uma situação bastante constrangedora e perigosa lá em Manaus”, afirmou Lindôra.

LEIA: Campeão mundial de F1, Lewis Hamilton apoia protestos no Brasil
LEIA: Morte suspeita de homem após ato contra Bolsonaro choca amigos em SP

Ela disse que foi a primeira vez em 30 anos que viu algo do tipo acontecer em uma operação da PF. “Como foi uma situação muito sui generis — uma situação dessas eu nunca tinha visto acontecer –, eu achei por bem comunicar, antes de sair na imprensa, que ocorreu isso em Manaus”, disse Lindôra.

A PF apura supostas irregularidades no hospital de campanha Nilton Lins, usado para o combate ao coronavírus no estado. Em 2020, o governo do Amazonas assinou um contrato para alugar o Complexo Hospitalar Nilton Lins a fim de utilizá-lo como hospital de campanha.

LEIA: Mandetta: Nise Yamaguchi era ‘urubu’ que queria alterar bula da cloroquina
LEIA: PDT convida senador Fabiano Contarato e frustra PT e Lula

Wilson Lima foi alvo de busca. Já o secretário Marcellus Campêlo é um dos alvos de mandado de prisão. Ele não foi encontrado em dois endereços nos quais foi procurado.

O STJ autorizou também a quebra dos sigilos bancário, fiscal e telefônico do governador e do secretário de Saúde.

Fonte: G1

Cidadania aciona PGR contra Bolsonaro e Pazuello por recusa de vacinas

O Cidadania entrou com representação, na última semana, na Procuradoria-Geral da República contra o presidente Jair Bolsonaro e o ex-ministro Eduardo Pazuello por prevaricação e improbidade administrativa no enfrentamento da pandemia com base no depoimento do diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, à CPI da Covid.

Leia a matéria completa aqui.

EUA vai executar presos com mesmo gás usado por nazistas

O estado do Arizona , nos Estados Unidos, está armazenando gases letais antes da retomada das execuções planejadas dos presos que estão no corredor da morte . Um dos gases é o Zyklon B , usado pelos nazistas para matar quase um milhão de judeus em Auschwitz.

Leia a matéria completa aqui.

Vídeo: Médico bolsonarista preso no Egito assediou mulher na Austrália

Depois de fazerem repercutir o episódio de assédio do médico Victor Sorrentino, levando-o à prisão no Egito, internautas resgataram nas redes sociais um outro caso de assédio provocado pelo bolsonarista, desta vez na Austrália, em 2014.

Leia a matéria completa aqui.

PGR pede ao STF para investigar Ricardo Salles, ministro de Bolsonaro

A Procuradoria Geral da República (PGR) enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) um pedido de abertura de inquérito para investigar o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. A relatora do caso será a ministra Cármen Lúcia.

Leia a matéria completa aqui.

Deputado vai ao STF para impedir Copa América no Brasil

Após a Conmebol anunciar o Brasil como novo país-sede da Copa América, na manhã desta segunda-feira, autoridades brasileiras já se mobilizam para impedir o evento que está marcado para começar dia 13 de junho.

Leia a matéria completa aqui.

Veja mais notícias no BRI.

Facebook Comments Box
Compartilhe

Written by:

1.383 Posts

View All Posts
Follow Me :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *