MPF envia gastos de filho de Renan Calheiros na pandemia à CPI da Covid

O MPF-AL (Ministério Público Federal de Alagoas) está apurando os gastos do governo de Renan Filho (MDB-AL), filho de Renan Calheiros (MDB-AL), no combate à pandemia de covid-19 e enviou relatório à CPI da Covid. O procedimento administrativo de acompanhamento de políticas pública foi instaurado em junho de 2020 e encaminhado ao Senado na última semana.

O senador Ciro Nogueira (PP-PI) enviou requerimento pedindo que a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid no Senado investigasse os gastos de todos os Estados brasileiros, do Distrito Federal e de municípios com mais de 200 mil pessoas.

Como resposta, a procuradora da República em Alagoas, Niedja Gorete de Almeida Rocha Kaspary, apresentou à comissão os resultados obtidos até o momento na investigação do MPF-AL.

documento foi atualizado pela última vez em 6 de maio deste ano.

Ciro Nogueira e Renan Calheiros (MDB-AL), pai do governador de Alagoas, estão em lados opostos na CPI da Covid e chegaram a discutir em alguns momentos.

O senador do PP tentou, sem sucesso, barrar a nomeação de Calheiros como relator da CPI. Nogueira é aliado do presidente Jair Bolsonaro, que criticou Calheiros e acusou Renan Filho de desviar recursos.

“Sabe o que eu diria para o senador? Prezado senador, frase não mata ninguém. O que mata é desvio de recurso público, que seu estado desviou. Vamos investigar seu filho que a gente resolve o problema. Desvio mata. Frase não mata”, disse Bolsonaro em live transmitida na última 5ª feira em seus perfis nas redes sociais.

Calheiros é o integrante do colegiado que menos vota favoravelmente ao governo em suas pautas, segundo levantamento da plataforma de acompanhamento político Inteligov.

Ainda assim, Renan vota na metade das vezes favorável a pautas do governo. Dos 18 integrantes da CPI, 12 votam com o governo em pelo menos 80% das vezes.

Fonte: Poder 360

Vídeo: Ciro Gomes fala sobre rombo fiscal do Brasil com dívida galopante

O presidenciável Ciro Gomes (PDT) publicou um vídeo em suas redes sociais na manhã desta quarta-feira (12) onde trata do rombo fiscal do Brasil, que apresenta uma crescimento de dívida em ritmo galopante.

Leia a matéria completa aqui.

Aceno à Bolsonaro gera debandada no Partido da Mulher Brasileira rumo ao PDT

A tentativa de atrair Jair Bolsonaro por parte do Partido da Mulher Brasileira, que passou a se chamar Brasil 35 em abril, gerou debandada na direção paulista da sigla rumo ao PDT. Paulo Roberto, ex-presidente da Executiva municipal, calcula que cerca de 2.000 pessoas poderão se filiar ao Partido Democrático Trabalhista de São Paulo.

Leia a matéria completa aqui.

Segurança de bolsonarista que brigou no Pânico estava armado no palco

O segurança do empresário bolsonarista Tomé Abduch, que agrediu André Marinho, integrante do Pânico, durante o programa na Jovem Pan, estava armado no palco durante a briga.

Leia a matéria completa aqui.

Após processar Ciro, ‘império’ de Eunício de Oliveira no Ceará desmoronou

Após processar Ciro Gomes (PDT), em 2014, por ser chamado de corrupto pelo hoje presidenciável pedetista, o ‘império’ de Eunício de Oliveira (MDB-CE) no Ceará desmoronou, com derrotas políticas e eleitorais em sequência, nos últimos sete anos.

Leia a matéria completa aqui.

Aceno à Bolsonaro gera debandada no Partido da Mulher Brasileira rumo ao PDT

A tentativa de atrair Jair Bolsonaro por parte do Partido da Mulher Brasileira, que passou a se chamar Brasil 35 em abril, gerou debandada na direção paulista da sigla rumo ao PDT. Paulo Roberto, ex-presidente da Executiva municipal, calcula que cerca de 2.000 pessoas poderão se filiar ao Partido Democrático Trabalhista de São Paulo.

Leia a matéria completa aqui.

PF pede ao STF para investigar Toffoli por suposta venda de decisões, diz jornal

A Polícia Federal (PF) encaminhou ao Supremo Tribunal Federal (STF) um pedido de abertura de inquérito para investigar supostos repasses ilegais ao ministro Dias Toffoli.

Leia a matéria completa aqui.

Ciro Gomes amplia equipe de economistas para as eleições de 2022

Em suas articulações em torno de sua candidatura à presidência da República, Ciro Gomes (PDT) ampliou seu leque de economistas para serem colaboradores na pré-campanha para as eleições de 2022.

Leia a matéria completa aqui.

Facebook Comments Box
Compartilhe

Written by:

1.383 Posts

View All Posts
Follow Me :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *