MP da Eletrobras “desagrada todo mundo” e governo “não tem saída”, diz senadora

MP da Eletrobras “desagrada todo mundo” – Matéria assinada por Mateus Maia no site Poder360 aponta que a líder da bancada feminina no Senado, Simone Tebet (MDB-MS), disse em entrevista ao site que a MP (Medida Provisória) da capitalização da Eletrobras “desagrada todo mundo” e que o governo terá dificuldade para conseguir os votos necessários para aprovar a proposta. O texto ainda não tem relatório divulgado e está com a votação marcada para esta 4ª feira (16.jun.2021).

“Há muito tempo que eu não via uma MP que desagradava todo mundo. A MP da Eletrobras desagrada quem quer participar da capitalização, que são os investidores que querem ser sócios da Eletrobras. Desagradou o setor produtivo, principalmente a indústria, que vai pagar muito por uma energia mais cara e vai ter que inflacionar os produtos.”

LEIA: Líder de caminhoneiros ameaça greve: “Estamos no limite”
LEIA: Diversos partidos se reúnem e anunciam: ‘nem Lula, nem Bolsonaro’
LEIA: Flávio Dino: ‘Não excluo Ciro Gomes e PDT de qualquer debate’
LEIA: Luciano Huck desiste da presidência em 22 e terá domingo na Globo

A MP já foi aprovada na Câmara e tem até 22 de junho para ser aprovada também pelo Senado, caso contrário seus efeitos se perdem. As bancadas da Casa Alta, entretanto, divergem sobre o que apoiar no texto.

Tebet diz que, mesmo com a dificuldade do governo em tentar aprovar o texto, ainda pode conseguir essa vitória para o Planalto. Os senadores podem ser convencidos de que a Câmara aprovará as mudanças sugeridas e acatadas.

O relator Marcos Rogério (DEM-RO) disse nesta 3ª (15.jun) que está em fase final de ouvir as sugestões dos senadores. Deve acatar a maioria das emendas propostas, mas manter a “espinha dorsal” do texto da Câmara.

LEIA: Wilson Witzel diz que é perseguido por investigar morte de Marielle
LEIA: Witzel diz que revelará ‘fato gravíssimo’ contra Bolsonaro em reunião sigilosa
LEIA: Casal acusa jovem negro de roubo, é denunciado por racismo e demitido
LEIA: Kalil não descarta ser vice de Ciro Gomes: “É um ótimo nome”

O anúncio foi feito ao lado do relator na Casa Baixa, deputado Elmar Nascimento (DEM-BA). Este, por sua vez, disse que não vê problemas para “ratificar todas as modificações” feitas pelo Senado.

Quem é contra tenta alertar aos senadores a votar para rejeitar. Não há garantia de que os deputados vão aprovar essas alterações. Eles podem ignorar todas se quiserem e enviar à sanção o texto igual ao previamente aprovado na Câmara.

“Hoje a gente tem que derrotar no voto. Não é fácil, mas a votação vai ser grande. Não adianta apresentar as emendas, as emendas serem lindas e maravilhosas, as emendas podem fazer com que a medida provisória volte a ser igualzinho texto do governo, mas a gente não pode acreditar que a câmera vai acatar mesmo com a palavra de que vai.”

LEIA: Em crise com PT, Boulos agradece senador do PDT por projeto contra despejo
LEIA: PT quer que Boulos retire candidatura ao governo de SP em 2022
LEIA: PSOL defende Boulos para governador e dispara: PT quer indicar até ‘síndico’
LEIA: ‘Traído’ pelo PT, Boulos pode mirar PDT; houve encontro na última semana

Para a líder da bancada feminina, se o projeto for derrotado no plenário do Senado seria “o início do fim” do governo federal, que defende uma bandeira mais liberal e com um Estado menor. Por isso Tebet diz que o governo fará de tudo para garantir a aprovação.

“Eu acho que por muito pouco, mas eu acho que que o governo é capaz de conseguir. Porque agora é o tudo ou nada, o governo não tem saída. Ele aprova nem que seja à base de ouro essa medida provisória porque ele sabe que pode ser o início do fim do governo”, declarou.

Fonte: Poder360

‘Com ou sem Bolsonaro’, militares planejam ficar no poder, diz coronel

Para explicar o porquê, ele conta sobre uma conversa que teve com um tenente sobre como vários dos colegas com quem tinha servido estavam no governo.

Leia a matéria completa aqui.

LEIA: Thiago Manga: ‘Acabou, p….!’; O Brasil no avião que escorraçou Bolsonaro
LEIA: Entre os “Nem Bolsonaro, Nem Lula”, Ciro lidera disparado, diz pesquisa

Ciro Gomes alerta militares de que Bolsonaro é ‘traidor das Forças Armadas’

Em novo passo de seu projeto presidencial, Ciro Gomes (PDT-CE) buscará afastar os militares de Jair Bolsonaro ao tentar colar nele a pecha de traidor das Forças Armadas. Ele publicou vídeo sobre o tema nesta segunda-feira (07).

Leia a matéria completa aqui.

LEIA: Felipe Neto exalta Ciro Gomes após vídeo contra Bolsonaro: “Perfeito”
LEIA: Senado aprova projeto que protege brasileiros de superendividamento

Centrais Sindicais convocam ato por auxílio emergencial de R$ 600

As centrais sindicais convocaram uma mobilização para o dia 18 deste mês com pautas em defesa dos trabalhadores, entre elas o auxílio emergencial de R$ 600.

Leia a matéria completa aqui.

LEIA: ‘Embaixador’ de Bolsonaro, Crivella está com o passaporte apreendido pela PF
LEIA: Promotor pede prisão de Keiko Fujimori no Peru

G7 e OCDE propõem ‘imposto global’ sobre lucro de grandes empresas

Na opinião do secretário-geral da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), Mathias Cormann, uma alíquota mínima de 15% para o imposto corporativo global seria um “passo muito significativo”, que daria aos países margem suficiente para competir.

Leia a matéria completa aqui.

STF retira sigilo de inquérito que investiga bolsonaristas

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, levantou o sigilo dos autos do inquérito dos atos antidemocráticos, aberto após manifestações defendendo a volta da ditadura militar, intervenção das Forças Armadas e atacando instituições democráticas no ano passado.

Leia a matéria completa aqui.

LEIA: Gastos de Bolsonaro na pandemia: 90% em viagens com aglomerações
LEIA: PF indicia líder do governo Bolsonaro por propina de R$ 10 milhões
LEIA: ‘Não há crise; Bolsonaro obedece ao Partido Militar’, diz coronel

Intubado no RJ, pastor R.R. Soares ensinava oração para ‘expulsar’ covid

R. Soares, pastor fundador da Igreja Internacional da Graça de Deus, foi intubado neste sábado (5) devido a complicações no quadro de Covid-19, segundo informações do site Metrópoles. Ele está internado desde sexta-feira (4) no Hospital CopaStar, em Copacabana, no Rio.

Leia a matéria completa aqui.

LEIA: PF diz que ‘gabinete do ódio’ atua no governo Bolsonaro

Veja mais notícias no BRI.

Compartilhe

Written by:

1.631 Posts

Siga nossas redes! https://linktr.ee/brasilindependente
View All Posts
Follow Me :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.