Governo Doria pede investigação de médicos que deram laudos para vacinação

Governo Doria pede investigação de médicos – A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo vai enviar nesta sexta-feira (21) ao Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) uma lista dos 100 profissionais médicos que mais emitiram laudos, exames e receitas médicas para a vacinação de pessoas com comorbidades.

O objetivo é identificar possíveis fraudes no processo de vacinação dos grupos. O levantamento faz parte de uma auditoria interna e do sistema de monitoramento de cadastro das pessoas que tomaram vacina no estado.

“A medida é mais uma alternativa que visa frear tentativas de fraudes ou emissão de laudos indiscriminados, bem como apurar situações atípicas que possam acontecer neste período”, afirma a pasta em nota.

De acordo com a secretaria, o sistema Vacivida, usado pelo governo paulista, permite que as unidades de saúde insiram o CRM do médico responsável pela emissão do laudo, receita médica ou atestado para validação da comorbidade.

Na semana passada, o governo João Doria (PSDB) iniciou a vacinação contra a Covid-19 de pessoas com comorbidades com idades entre 55 anos e 59 anos. A estimativa é que 900 mil pessoas sejam imunizadas.

Os grupos com comorbidades devem apresentar comprovantes da condição de risco por meio de exames, receitas, relatórios ou prescrições médicas. Cadastros já existentes em unidades básicas também podem ser usados.

Na cidade de São Paulo, a prefeitura flexibilizou a comprovação exigida por parte daqueles que tenham hipertensão arterial resistente —agora é preciso apresentar a receita médica de apenas um medicamento para a doença, e não três como orientado pelo Ministério da Saúde, para ser vacinado contra a Covid-19.

A medida foi adotada depois de a Secretaria Municipal da Saúde identificar que somente 20% do grupo com comorbidades e faixa etária entre 55 e 59 anos foi imunizado.

Nesta sexta-feira (21), a primeira dose foi disponibilizada para dois grupos de cidadãos com idade entre 45 e 49 anos: pessoas com comorbidades e pessoas com deficiência permanente. Segundo a secretaria estadual, esses dois grupos, somados, reúnem quase 700 mil pessoas.

Fonte: Folha de S. Paulo

Governo do Maranhão autua Bolsonaro por, sem máscara, promover aglomeração

O governo do estado do Maranhão emitiu um auto de infração sanitária no nome do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), por conta de aglomerações que o mesmo teria promovido e não ter utilizado máscara de proteção na última visita ao estado.

Leia a matéria completa aqui.

Luiza Trajano: “Torcendo muito por alguém que possa diminuir polaridade”

Sonho edulcorado dos partidos para ser candidata a presidente ou ocupar o posto de vice em uma chapa presidencial, Luiza Trajano disse estar “torcendo muito para que a gente tenha alguém que possa diminuir essa polaridade”.

Leia a matéria completa aqui.

Áudio: Assessor culpa deputado e Bolsonaro antes de morrer por covid

O deputado José Medeiros (Podemos-MT) atribui à “vingança de um ex-assessor que demiti” a gravação que circula na internet em que outro ex-assessor, o advogado José Roberto Feltrin, o responsabiliza e ao presidente Jair Bolsonaro por não ter sido vacinado contra a covid-19.

Ouça o áudio e leia a matéria completa aqui.

Opinião: “‘Não se conversa com golpista!’ E agora?”

“O que teve de lulopetista chato para um ‘cacete’ que me encheu a paciência no Facebook, WhatsApp, pessoalmente, quando o Ciro Gomes assinou a carta pela democracia com Mandetta, Huck, Doria e etc, não está escrito. ‘Não se conversa com golpista!’, bradavam. Tem gente que não respondi até hoje.”

Leia o texto na íntegra aqui.

Senadores se revoltam com ameaça de Bolsonaro: “Imagine Manaus sem a Zona Franca”

A citação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) à Zona Franca de Manaus, em live na noite de quinta-feira (20), foi vista como uma ameaça de Bolsonaro aos integrantes da CPI da Covid e irritou parlamentares amazonenses.

Leia a matéria completa aqui.

Facebook Comments Box
Compartilhe

Written by:

1.383 Posts

View All Posts
Follow Me :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *