Em meio a escândalo, Anvisa recebe pedido de uso emergencial para Covaxin

Anvisa recebe pedido de uso emergencial para Covaxin – Reportagem da jornalista Rafaela Lara na CNN Brasil informa que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu nesta terça-feira (29) pedido de uso emergencial em caráter experimental da vacina Covaxin. A solicitação foi feita pela empresa Precisa Comercialização de Medicamentos.

Após o pedido, agência iniciou a triagem dos documentos já encaminhados. As primeiras 24 horas serão utilizadas para verificação do processo e se os documentos necessários para avaliação estão disponíveis. No caso de falta de informações importantes, a Anvisa poderá solicitar as informações adicionais ao laboratório.

Para sua avaliação, a Anvisa vai utilizar as informações apresentadas junto com o pedido e também as informações encaminhadas anteriormente por meio da submissão contínua.

OUTRAS NOTÍCIAS:

LEIA: Bandeira vermelha sofre reajuste de quase 100%; contas de luz vão disparar
LEIA: Conheça Ricardo Barros, apontado em CPI como pivô do escândalo Covaxin
LEIA: Thiago Manga: “Bolsonaro é um psicopata vil e genocida. Basta!”
ASSISTA: Vídeo: Ricardo Barros pressionou Anvisa para liberar Covaxin
LEIA: Wizard entrega passaporte à PF ao chegar ao Brasil; CPI na 4ª

Anvisa recebe pedido de uso emergencial para Covaxin e analisa

A análise do pedido de uso emergencial é feita por uma equipe multidisciplinar que envolve especialistas das áreas de registro, monitoramento e inspeção de medicamentos.

Em 4 de junho, a Anvisa autorizou a importação excepcional da Covaxin pelo Ministério da Saúde para distribuição e uso em condições controladas.

O imunizante, no entanto, deverá ser aplicado apenas em adultos, de 18 a 60 anos, e não poderá ser utilizada em gestantes, puérperas, lactantes e indivíduos com comorbidades.

Covaxin na mira da CPI da Pandemia

A vacina indiana Covaxin, produzida pelo laboratório Bharat Biotech, está na mira de investigação do Tribunal de Contas da União (TCU), além da Controladoria-Geral da União (CGU), do Ministério Público Federal (MPF) e também da CPI da Pandemia.

Entre as possíveis irregularidades da transação está o preço acertado pelo governo para o imunizante que seria 1000% mais caro do que o valor inicial. Por conta do contrato firmado, a Covaxin se tornou a vacina mais cara negociada no Brasil, ultrapassando o preço da Pfizer, que demorou a ser comprada pelo governo sob a alegação de ser cara.

OUTRAS NOTÍCIAS:

LEIA: Ex-mulher de Pazuello: “Na crise de Manaus, por ele só comprava saco preto”
LEIA: Miranda dá entrevista: “Vão descobrir que R$ 1,6 bilhão não é nada”; veja
LEIA: Contratos da Precisa crescem 6.000% no governo Bolsonaro
LEIA: Jornalista denuncia novo escândalo de outra vacina ligada a Ricardo Barros

O contrato para aquisição da Covaxin é de R$ 1,6 bilhão, com dispensa de licitação, para 20 milhões de doses que ainda não têm prazo de entrega. Inicialmente, os indícios de irregularidades foram denunciados por Luis Ricardo Miranda, servidor do Ministério da Saúde e irmão do deputado federal Luis Miranda.

As revelações de Luis Miranda à CNN e também à CPI da Pandemia colocaram a compra da Covaxin no centro das investigações da comissão.

Ao mencionar as supostas irregularidades, o parlamentar afirmou que falou com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e foi informado pessoalmente por ele e afirmou que a Polícia Federal (PF) seria acionada.

Na conversa, segundo Miranda, Bolsonaro mencionou o nome do líder do governo na Câmara dos Deputados, Ricardo Barros (PP-PR). Senadores da CPI então protocolaram notícia-crime contra Bolsonaro no Supremo Tribunal Federal (STF) e a ministro Rosa Weber foi sorteada como relatora.

OUTRAS NOTÍCIAS:

LEIA: Site lança ‘Placar do Impeachment’ de Bolsonaro com votos de deputados
LEIA: Senadores apresentam notícia-crime contra Bolsonaro por escândalo Covaxin
LEIA: Presidente do PSD, Kassab abandona governo Bolsonaro: “O cheiro não é bom”
LEIA: Miranda diz que irmão foi ‘bloqueado’ na Saúde: “Defensores de bandidos”

Além de Randolfe, a notícia-crime é assinada pelos senadores Fabiano Contarato (Rede-ES) e Jorge Kajuru (Podemos-GO). Para o presidente da CPI da Pandemia, senador Omar Aziz (MDB-AM), Bolsonaro teria prevaricado ao não tomar providências diante de denúncia apresentada por irmãos Miranda.

Fonte: CNN Brasil

RECEBA NO SEU CELULAR AS NOTÍCIAS MAIS IMPORTANTES DO DIA

Telegram: AQUI
Whatsapp: AQUI

SE VOCÊ APOIA O IMPEAHCMENT DE JAIR BOLSONARO, ENTRE NESSES GRUPOS:

Facebook: AQUI
WhatsApp: AQUI
Telegram: AQUI
Instagram: AQUI

LEIA: Covaxin: Flávio Bolsonaro abriu portas do BNDES para dono da Precisa, diz Veja
LEIA: Bolsonaro gastou 10x o valor de ponte para inaugurá-la
LEIA: Ricardo Salles pediu demissão após saber que seria preso

Luis Miranda: “Se Pazuello falasse o que me falou dentro de uma aeronave..”

O deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) se manifestou nas redes sociais após a notícia de que a ex-mulher do ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, procurou a CPI da Covid para se oferecer como possível depoente.

Leia a matéria completa aqui.

Conversa com Bolsonaro foi gravada, sugere Miranda: ‘Vai ficar ruim’

Matéria do Estadão assinada pela jornalista Camila Turtelli informa que após depor por 7 horas e meia na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, o deputado Luis Miranda (DEM-DF) diz ter cumprido sua missão e estar tranquilo sobre a possibilidade de ser acusado de mentiroso pelo presidente da República, Jair Bolsonaro.

Leia a matéria completa aqui.

LEIA: Servidor do Ministério da Saúde depõe na CPI: “Meu partido é o SUS”

Ciro Gomes exige impeachment de Bolsonaro: ‘Vamos assistir de braços cruzados?’

O pré-candidato à presidência Ciro Gomes (PDT) foi às redes sociais na noite desta sexta-feira (26) e na manhã deste sábado (27) exigir em texto e vídeo que um processo de impeachment contra Jair Bolsonaro seja aceito na Câmara dos Deputados.

Leia a matéria completa aqui.

LEIA: Ciro Gomes ‘explode’ em pesquisa e chega a mais de 15%, diz Exame/Ideia

Impeachment de Bolsonaro: Centrão prepara desembarque, diz site

Nota de O Antagonista traz a ‘bomba’: “Em privado, chefões do Centrão já admitem a possibilidade de abandonar em breve o barco do governo”.

Leia a matéria completa aqui.

Indígenas recusam vacina após ação de pastores: “Marca da Besta”

Matéria do UOL assinada pelo jornalista Wanderley Preite Sobrinho informa que missionários evangélicos têm espalhado mentiras sobre a vacina contra a covid-19 em aldeias na região Norte do Brasil, segundo requerimento entregue à CPI da Covid.

Leia a matéria completa aqui.

LEIA: Daniel Silveira é preso de novo após tirar tornozeleira 30 vezes

Veja mais notícias no BRI.

Compartilhe

Written by:

1.631 Posts

Siga nossas redes! https://linktr.ee/brasilindependente
View All Posts
Follow Me :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.