Com Pazuello e Barros, governo pediu para senadores defenderem Roberto Dias

Governo pediu para senadores defenderem Roberto DiasG1 – Em reunião no Palácio do Planalto na manhã desta quarta-feira (7), o governo pediu para senadores defenderem Roberto Dias. Ministros e assessores presidenciais pediram a senadores governistas da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid que não deixassem o ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde abandonado e à mercê dos oposicionistas em seu depoimento na comissão.

A CPI da Covid visa apurar ações e omissões do governo federal no combate à pandemia. Roberto Dias prestou depoimento à Comissão nesta quarta-feira (7) e saiu da CPI acompanhado pela Polícia Legislativa. Na mesma noite, o ex-diretor do Departamento de Logística do Ministério da Saúde pagou uma fiança de R$ 1,1 mil e foi liberado.

OUTRAS NOTÍCIAS:

LEIA: Reinaldo Azevedo dispara: “Nota dos militares é mentirosa e golpista”
LEIA: Forças Armadas ameaçam ‘reação dura’ caso CPI cite corrupção entre militares
LEIA: Ligada ao PT, CUT não assina nota contra violência do PCO em atos
ASSISTA: Vídeo: ‘Não cansaram de passar vergonha?’, Ciro dispara a bolsonaristas
LEIA: Ex-diretor da Saúde foi preso na CPI após ‘acordo secreto’, diz site
LEIA: Vídeo: Veja discurso de Omar Aziz ao pedir prisão de Roberto Dias

Segundo participantes, estavam na reunião no Planalto os ministros Luiz Ramos (Casa Civil) e Onix Lorenzoni (Secretaria Geral), o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello e o ex-secretário-executivo da pasta Élcio Franco.

O líder do governo na Câmara, Ricardo Barros, também participou, em uma demonstração de que a guerra interna na Saúde que transparece nos relatos e provas que chegam à CPI não transbordou para outras áreas do governo.

OUTRAS NOTÍCIAS:

LEIA: Polícia investiga estupro em boate no RJ; deputado do PSL e PM são donos
LEIA: Presidente do Haiti é assassinado a tiros em Porto Príncipe
LEIA: Babalaô montará programa de Ciro Gomes sobre questão racial, diz jornal
LEIA: CPI da Covid retira sigilo de informações de celular de policial militar

Ao longo da quarta, rumores de que Dias teria um dossiê contra ex-chefes no Ministério da Saúde se espalharam entre integrantes da CPI, que viu na defesa do ex-diretor de logística por governistas um sinal de que o material pode mesmo existir e atingir a gestão Bolsonaro.

O blog ouviu o relatos de que representantes do Planalto disseram aos senadores que se arrependem de ter exonerado Dias rapidamente depois da denúncia de propina e que anunciar uma investigação, com afastamento, teria sido mais apropriado.

OUTRAS NOTÍCIAS:

LEIA: Homofobia e machismo: Grupo ligado a PT tem ataque a Ciro e Eduardo Leite
LEIA: Gleisi Hoffman ataca Ciro Gomes: ‘Pior’ que Bolsonaro e ‘jagunço’
LEIA: Bolsonaro confirma André Mendonça novo ministro do STF
LEIA: Mulher de Queiroz chora em áudio: “Qual o problema? Vão matar?”
LEIA: PDT-SP repudia agressões de militantes do PCO em nota oficial

Gravações apontam Bolsonaro envolvido em esquema de corrupção

Gravações inéditas apontam o envolvimento direto do presidente da República, Jair Bolsonaro, no esquema ilegal de entrega de salários de assessores na época em que ele exerceu seguidos mandatos de deputado federal (entre os anos de 1991 e 2018).

Leia a matéria completa aqui.

Manifestantes lotam Avenida Paulista em novo ato contra Bolsonaro

Uma multidão lotou a Avenida Paulista neste sábado (3) em um novo protesto contra o governo Jair Bolsonaro (sem partido) na capital  de São Paulo. O ato aconteceu pacificamente, mas houve confusão após depredação e ataques a policiais feitos por um pequeno grupo, no momento da dispersão. Militantes do PSDB Diversidade foram agredidos durante o ato por um grupo que utilizava camisas e símbolos do PCO.

Leia a matéria completa aqui.

Presidenta da Juventude Socialista de SP convoca para ato contra Bolsonaro

“É uma honra assumir esse desafio, mergulhar de cabeça num trabalho de militância que eu já faço há anos, mas que agora eu posso ajudar a construir na mobilização da juventude de São Paulo a partir de um projeto de país”. É assim que a advogada Amanda Salgado, 25 anos, recém-empossada presidenta da Juventude Socialista do PDT-SP da Capital, inicia a entrevista que concedeu ao Brasil Independente.

Leia a matéria completa aqui.

Veja mais notícias no BRI.

Compartilhe

Written by:

1.631 Posts

Siga nossas redes! https://linktr.ee/brasilindependente
View All Posts
Follow Me :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.