Ciro exige impeachment de Bolsonaro: ‘Vamos assistir de braços cruzados?’

Ciro exige impeachment de Bolsonaro – O pré-candidato à presidência Ciro Gomes (PDT) foi às redes sociais na noite desta sexta-feira (26) e na manhã deste sábado (27) exigir em texto e vídeo que um processo de impeachment contra Jair Bolsonaro seja aceito na Câmara dos Deputados.

“Meu amigo, minha amiga, vai ficar? O Brasil vai assistir tudo isso de braços cruzados?”, diz o ex-ministro em vídeo publicado em seu perfil, que também afirmou: “Bolsonaro é corrupto”.

LEIA: Conversa com Bolsonaro foi gravada, sugere Miranda: ‘Vai ficar ruim’
LEIA: Impeachment de Bolsonaro: Centrão prepara desembarque, diz site
LEIA: Ricardo Salles pediu demissão após saber que seria preso
LEIA: Omar Aziz debocha de Zambelli após ataque: “Te amo, espanhola”

A manifestação de Ciro se dá em meio aos depoimentos e entrevistas ‘bombásticas’ de Ivan Miranda e seu irmão, servidor do Ministério da Saúde que juntos foram à CPI da Covid no Senado denunciar um suposto esquema de corrupção na aquisição da vacina indiana Covaxin pelo governo federal.

Miranda insinuou neste sábado que a conversa que relatou ter tido com Bolsonaro teria sido gravada, e que pode provar suas denúncias caso o presidente não confirme as alegações do deputado, que até o escândalo era visto como bolsonarista declarado e aliado do governo.

LEIA: Miranda diz à CPI que Bolsonaro citou Ricardo Barros ao ouvir denúncia
ASSISTA: Vídeo: Paulo Guedes diz que governo apostou em ‘imunidade de rebanho’
LEIA: Alckmin, Datena e Boulos lideram pesquisa em SP; Haddad amarga 9
LEIA: Indígenas recusam vacina após ação de pastores: “Marca da Besta”

Agora ex-ministro, Salles é ‘lembrado’

Ao listar escândalos de corrupção ocorridos dentro do governo Bolsonaro, Ciro Gomes cita o agora ex-ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

“Se escancarou a bandidagem de Salles, que fazia até contrabando de madeira. Um ministro acusado de contrabando…acham pouco?”, provoca.

ASSISTA: Vídeo: ‘Alertei Bolsonaro pessoalmente’, diz Luis Miranda sobre Covaxin
LEIA: Servidor do Ministério da Saúde depõe na CPI: “Meu partido é o SUS”
LEIA: Covaxin: Flávio Bolsonaro abriu portas do BNDES para dono da Precisa, diz Veja
LEIA: Ciro Gomes ‘explode’ em pesquisa e chega a mais de 15%, diz Exame/Ideia

Covaxin e filho do presidente

Após de enumeras outros exemplos, como vendas de refinarias por cifras muito menores que os preços de mercado das mesmas, o pedetista chega ao escândalo ‘da vez’.

“E agora veio esse tremendo escândalo de um bilhão e 600 milhões de reais da compra de vacina Covaxin. Sem falar da compra de uma mansão de R$ 6 milhões pelo filho do presidente, que ganha R$ 25 mil por mês”, dispara.

LEIA: Daniel Silveira pulou muro para tentar fugir de prisão, diz PF
LEIA: Luis Miranda diz que vai ‘derrubar a República’ na CPI da Covid
LEIA: Patriota não quer Bolsonaro e afasta presidente da sigla por 90 dias

‘O Rei está nu’

Ciro Gomes ainda ironizou uma expressão famosa para líderes descobertos em condutas irregulares. “Não se pode nem para usar aquela velha metáfora de que o Rei está nu. Porque eles sempre esteve nu, mas com o corpo coberto de lama”.

Assista o vídeo de Ciro Gomes e leia o texto publicado pelo presidenciável na íntegra abaixo:

LEIA: Luis Miranda confronta Bolsonaro: “Fala tanto em Deus, essa é a recompensa?”
LEIA: Witzel vai revelar crime de Bolsonaro à CPI e pede “escolta policial”
LEIA: Miranda dispara contra Onyx: “Não me sinto coagido, vou botar ele na cadeia”

Texto de Ciro Gomes:

“IMPEACHMENT JÁ! Leia o até o final! 👇

Então foi assim que se passou:

Em março deste ano um servidor de carreira do ministério da saúde descobriu GRAVES IRREGULARIDADES na tentativa de importação da vacina indiana COVAXIN;

as irregularidades são muito simples de entender e estão DOCUMENTADAS: a nota fiscal da importação (invoice) foi expedida por uma empresa que não era a empresa do contrato nem da sua representação no Brasil;

LEIA: Ricardo Salles pede demissão após virar alvo da PF
LEIA: Luís Miranda pede prisão de Onyx Lorenzoni à CPI da Covid
LEIA: Daniel Silveira é preso de novo após tirar tornozeleira 30 vezes

o valor do contrato previa o pagamento do frete e seguro por conta da importadora, a nota fiscal espetava esta conta no caixa da União;

o contrato original determinava o pagamento após o recebimento das vacinas, a nota fiscal previa pagamento ANTECIPADO;

e GRAVÍSSIMO: o prazo de validade das vacinas venceria antes dos prazos da entrega além da empresa ser acusada de receber pagamentos antecipados e não ter entregue os medicamentos.

Este servidor resistiu à pressão de seus superiores a quem deu os nomes. Gente da ativa do exército brasileiro que está hoje no Palácio do Planalto depois da demissão do general da ativa Pazuello, sob cuja responsabilidade esta enorme falcatrua aconteceu.

LEIA: Desigualdade dispara no Brasil e 1% mais rico tem 50% da riqueza
LEIA: Fundador da Empiricus: Mercado prefere 3ª via a Lula ou Bolsonaro
LEIA: Amanda Salgado: “Falsos patriotas…o verde e amarelo é nosso!”

O valor do contrato é de 1 BILHÃO E SEISCENTOS MILHÕES DE REAIS!

Espremido pelas pressões espúrias de seus superiores o servidor denunciou a falcatrua para um irmão seu que é deputado federal (da base de apoio de Bolsonaro).

Num sábado, 24 de março passado, após muitas conversas de WhatsApp (todas printadas e exibidas na CPI da COVID) o deputado foi recebido pessoalmente por Jair Bolsonaro, Presidente da República, e a ele denunciou COM DOCUMENTOS a falcatrua!

LEIA: Pazuello lidera em potenciais falsos testemunhos; CPI aponta 38
LEIA: Tasso pode apoiar Ciro: ‘Candidato de centro não tem que ser do PSDB’
LEIA: Kalil não descarta ser vice de Ciro Gomes: “É um ótimo nome”
LEIA: Flávio Dino: ‘Não excluo Ciro Gomes e PDT de qualquer debate’

Bolsonaro prometeu mandar ao delegado geral da polícia federal o assunto! Até hoje nenhuma providência havia sido tomada.

Bolsonaro é corrupto. Eu sempre soube, agora temos a evidência! IMPEACHMENT JÁ!”

Por Thiago Manga

Governo quer flexibilizar validade de alimentos no Brasil

Em um aceno ao setor de supermercados, o governo vai criar um grupo de trabalho para avaliar proposta de flexibilização da regra que trata da validade de alimentos no Brasil. A sugestão é adotar modelo que permita vendas de baixo custo e doações a partir de determinado prazo.

Leia a matéria completa aqui.

LEIA: Wilson Witzel diz que é perseguido por investigar morte de Marielle
LEIA: Witzel diz que revelará ‘fato gravíssimo’ contra Bolsonaro em reunião sigilosa

Witzel: Milícia atua na máfia da saúde no RJ; ‘Corro risco de vida’

Em depoimento à CPI da Covid nesta quarta-feira (16) no Senado, o ex-governador do Estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, afirmou que ele e sua família correm risco de vida e que seu impeachment foi financiado por uma máfia na área de saúde.

Leia a matéria completa aqui.

Sociólogo diz que desistência de Huck ‘beneficia centro-esquerda’

Em entrevista publicada no Estadão e assinada pelo jornalista Pedro Venceslau, o especialista em pesquisas eleitorais, sociólogo Antonio Lavareda, presidente do conselho do Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe), disse que os partidos que buscam uma “terceira via” nas eleições presidenciais de 2022, como alternativa à polarização entre o presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), precisam encontrar um nome que atinja os dois dígitos nas pesquisas de intenção de voto até o início do ano que vem.

Leia a matéria completa aqui.

Veja mais notícias no BRI.

Compartilhe

Written by:

1.631 Posts

Siga nossas redes! https://linktr.ee/brasilindependente
View All Posts
Follow Me :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.