Centrais Sindicais prestam apoio à decisão do STF e defendem CPI da Covid

As centrais sindicais emitiram nota oficial em que prestam apoio à decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) e defendem a instalação CPI da Covid na Câmara dos Deputados. A nota é assinada pela CSB, CUT, Força Sindical, CTB, NTSC e UGT.

As centrais defendem a imediata instalação da CPI para “investigar as responsabilidades do governo do presidente Jair Bolsonaro na intencional ausência de coordenação nacional para o enfrentamento da pandemia”, além de denunciar o governo federal pela orientação contrária à ciência e à saúde para o isolamento social, o uso de máscaras e a não aglomeração.

O texto ainda quer que se investigue o atraso na compra e produção de vacinas, na falta de equipamentos e medicamentos e “nos outros inúmeros fatos que essa CPI certamente levantará”.

Veja a nota na íntegra abaixo:

“As Centrais Sindicais, CUT, Força Sindical, UGT, CTB, NCST e CSB defendem a imediata instalação da CPI da Covid para investigar as responsabilidades do governo do presidente Jair Bolsonaro na intencional ausência de coordenação nacional para o enfrentamento da pandemia, na orientação contrária à ciência e à saúde para o isolamento social, o uso de máscaras e a não aglomeração, a inexistente aplicação em massa de testes e procedimentos de tratamento dos infectados, no atraso na compra e produção de vacinas, na falta de equipamentos e medicamentos e nos outros inúmeros fatos que essa CPI certamente levantará.

Há responsabilidades do governo federal a serem apuradas com as quase 350 mil mortes que o país tragicamente acumula, situação que confere ao Brasil a vergonhosa denúncia internacional de péssima condução no enfrentamento da crise sanitária.

Manifestamos nossa solidariedade ao Supremo Tribunal Federal e ao Ministro Luís Roberto Barroso que determinou a instalação da CPI da Covid. Destacamos que as regras previstas na Constituição e os requisitos necessários foram cumpridos pelos Senadores que protocolaram o pedido.

Repudiamos os ataques que o STF e seus membros receberam por parte do Presidente da República, pois este vem, continuamente, demonstrando desprezo pelas instituições, pela democracia e pelas pessoas, evidenciando sua incapacidade para ocupar o cargo.

As instituições do Estado Democrático de Direito devem ser protegidas e fortalecidas para que cumpram sua missão constitucional, garantir a liberdade, os direitos, o respeito e o bem estar todos os cidadãos.

Exigimos, com urgência, a implementação das medidas para estancar o contágio, as mortes, o colapso do sistema de saúde e todas as demais mazelas que essa tragédia sanitária promove. Por isso, apoiamos as medidas e esforços de governadores, prefeitos e gestores públicos para defender a vida, a renda, os empregos e a nossa democracia.

Sérgio Nobre – Presidente da CUT – Central Única dos Trabalhadores
Miguel Torres – Presidente da Força Sindical
Ricardo Patah – Presidente da UGT – União Geral dos Trabalhadores
Adilson Araújo – Presidente da CTB – Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil
José Reginaldo Inácio – Presidente da NCST – Nova Central Sindical de Trabalhadores
Antonio Neto – Presidente da CSB – Central dos Sindicatos Brasileiros”

Huck aceita proposta de R$ 5 milhões da Globo e desiste de 2022, diz programa

Luciano Huck bateu o martelo na Globo e aceitou a proposta salarial para comandar o horário que é de Faustão há mais de 30 anos aos domingos, abandonando a ideia de ser candidato à presidência da República em 2022. O apresentador desistiu por ora de ser presidente do Brasil, mas para isso, uma exigência envolvendo Angélica foi feita nos bastidores.

De acordo com Alessandro Lo-Bianco, do programa “A Tarde é Sua”, o apresentador aceitou as propostas da Globo e trabalhará aos domingos nos próximos anos, ocupando o lugar que ainda é de Faustão. O veterano, de 70 anos, anunciou aposentadoria e deixará a emissora carioca em dezembro.

Segundo o colunista de Sonia Abrão, Luciano Huck receberá R$ 5 milhões mensais, mas existe um impasse que depende da volta da Angélica à Rede Globo. O comunicador exigiu 45 minutos da esposa aos domingos antes da entrada dele no fim da tarde.

O apresentador só precisa resolver essa pendência para ser anunciado como substituto de Faustão na Globo, e caso isso não seja possível, ele quer a esposa aos sábados. Leia a matéria completa aqui.

Veja mais notícias no BRI.

Facebook Comments Box
Compartilhe

Written by:

1.038 Posts

View All Posts
Follow Me :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *